• Da redação

Negar atendimento veterinário é crime de maus tratos.

Hoje em dia, o convívio com cães e gatos está cada vez mais comum. Existem muito mais lares com animais do que sem. Seja por que motivo for, ter um animal de companhia hoje é quase obrigatório. Mas não importa o motivo. Seja para guarda, companhia ou opção no lugar de filhos, para se tutelar um animal é preciso ter responsabilidade.

Negar atendimento veterinário ou abandonar animal doente é crime de maus tratos previsto em lei (Decreto Federal 24.645/1934 artigo 3, parágrafo 5º).

Antes de pensar em ter um animal, seja de qualquer espécie, existem alguns pontos que precisam ser levados em consideração. A condição financeira da pessoa é uma delas.

E outro ponto que todo pretendente a tutor precisa saber é que não é só dar comida, um canto no quintal e levar para passear. É preciso estar pronto para prestar atendimento veterinário quando for necessário.

Animais também ficam doentes. Não importa a idade, nem muito menos a raça ou espécie. Animais adoecem. Seja por predisposição genética, por envelhecimento, por acidentes ou dieta e cuidados inapropriados. Então, tenha em vista que, ao decidir adotar um animal você estará também se comprometendo a providenciar atendimento veterinário quando for necessário. Aliás, negar atendimento veterinário ou abandonar animal doente é crime de maus tratos previsto em lei (Decreto Federal 24.645/1934 artigo 3, parágrafo 5º). E até mesmo uma simples infestação por pulgas e carrapatos, se não sanada, pode ocasionar problemas sérios de saúde para o animal. Então, também é considerado crime.

Listamos a seguir, outros pontos que qualquer pessoa que pretenda adotar ou comprar um animal, precisa estudar muito bem antes de tomar a decisão.

  1. Sua disponibilidade financeira: cães, gatos, aves, ou qualquer outro animal que você tiver em mente irá precisar de alimentação de qualidade, alguns utensílios, brinquedos e principalmente, vacinas e medicamentos de manutenção. E isso custa dinheiro. Se o que você ganha não dá nem para o básico, e você não tem disposição para tirar do seu para dar para ele, pode parar de pensar em tutelar um animal por aqui.

  2. Sua disponibilidade diária. Cães exigem um pouco mais de disponibilidade dos tutores. Não é que dão mais trabalho como todos gostam de dizer. Eles apenas têm necessidades diferentes de outros animais. E entre essas necessidades está incluída a rotina diária de exercícios. Se você não tem essa disponibilidade e nem a disponibilidade financeira para prover uma creche ou rotina de exercícios através de um passeador de cães, é melhor pensar em adotar um gato ou outro animal que não precise dessa rotina. Gatos têm necessidade de exercícios como os cães. Mas como passear na rua é arriscado, o melhor para eles é providenciar o enriquecimento ambiental através de móveis, brinquedos, arranhadores, caixas de papelão, etc. O que acaba sendo bom para quem não tem disponibilidade de horários para os passeios diários.

  3. O ambiente ideal. Cães e gatos precisam de segurança. Se você não tem muro em casa, tela de proteção nas janelas e varandas, nem precisa se preocupar em pensar em ter um animal. Na verdade, se não puder manter o animal em segurança dentro de casa, pra que tirar do abrigo não é mesmo? Abrigos não são ambientes ideais, mas é bem melhor do que o animal ficar solto na rua podendo causar ou sofrer acidentes. Muros e portões são indispensáveis para quem quer ter um cachorro. E telas de proteção são indispensáveis para quem quer ter um gato. Se você não tem nenhum dos dois em casa e nem tem condições para providenciar, melhor adotar um coelho da índia ou hamster.

  4. Se for cão ou gato, providenciar a castração. Hoje em dia, com o tanto de animais abandonados, a única forma consistente de solucionar esse problema é castrando o animal que você tem em casa. A castração de cães e gatos, tanto machos quanto fêmeas, evita uma série de problemas de saúde quando o animal estiver mais velho. E acaba ainda por poupar seu bolso. Sem falar que você não vai ter que se preocupar em arranjar um lar de amor para cada filhote que nascer.

  5. Fornecer alimentação de qualidade. Cães, gatos e qualquer outro animal devem receber alimentação de qualidade, balanceada e especial para a espécie dele. Se não tem condições para isso ou acha que isso é besteira, tutelar um animal, não é para você.

Não é difícil encontrar pelas ruas, animais que foram abandonados pelos seus tutores quando mais precisaram deles. E geralmente, são os casos mais graves resgatados pelos protetores de animais. Isso porque muitas pessoas que passaram por eles pelas ruas, fecharam os olhos. E o caso se agrava com o tempo.

Não seja mais uma dessas pessoas. Antes de levar qualquer animal para casa, pondere sobre o que leu aqui. E principalmente, ouça seu coração. Animal não é brinquedo. É um ser vivo que exige cuidados diários. Se mesmo com espaço em casa não houver espaço e respeito pela vida em seu coração, melhor colecionar bonecas.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________