• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Destino do Aquabus será decidido pela população de Ilhabela em audiência pública

Administração anterior gastou mais de R$ 4 milhões em embarcações sem planejamento.

A Prefeitura de Ilhabela realizará em breve uma audiência pública para decidir o destino dos três “Aquabus”, adquiridos pela administração anterior.

O Ministério Público do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo apontou diversas irregularidades cometidas no procedimento de compra das embarcações em 2015.

Os barcos foram comprados e entregues sem a certificação para a navegação; sem o estudo de viabilidade socioeconômica para a operacionalidade (sem estudo sobre subsídio); sem adequação dos píeres e embarcações para acessibilidade; e também sem investimentos para abrigo dos passageiros nos píeres; além de entre outros problemas legais.

Logo de início também foi constatado que as mesmas necessitam de reparos que ficariam em torno de R$ 900 mil, mais o estudo de viabilidade econômica, em torno de R$ 100 mil.

Atualmente as embarcações estão na Marina Juqueriquerê, em Caraguatatuba. Outro gasto necessário será a adequação dos píeres, o que não foi feito pela administração passada, antes da compra dos barcos. Antes os mesmos ficavam no Yate Clube com risco de afundamento, devido a possibilidade de novos acidentes.

Para se ter uma ideia do prejuízo aos cofres públicos, as três embarcações custaram mais de R$ 4 milhões. “Um abacaxi a ser descascado pelo próximo governo”, segundo a antiga administração.

Nas próximas semanas a Prefeitura de Ilhabela informará o dia e o horário da audiência pública para a discussão e definição sobre os “Aquabus”.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________