• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Prefeitura de Ilhabela conclui obras de manutenção nas trilhas da cidade

Entre os serviços de manutenção estão a adequação de escadas e pequenas passarelas.

Foto: Divulgação/PMI

A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo, concluiu recentemente as obras de manutenção nas trilhas da cidade.

Os trabalhos, iniciados após aprovação dos trâmites licitatórios, devolvem à comunidade local e aos visitantes, o acesso aos mais lindos pontos turísticos do arquipélago como as cachoeiras da Friagem, dos Três Tombos e do Gato, o Mirante do Coração, as trilhas do Bonete e das praias Mansa e Vermelha.

De acordo com a secretaria, os serviços incluíram a colocação de degraus e corrimões de forma adequada nas escadas, a manutenção de pontes e pequenas passarelas, a reestruturação em locais de descanso e alimentação, onde diversos bancos, mesas e equipamentos de lazer estão distribuídos, como por exemplo na trilha da Água Branca, local ainda beneficiado pela reforma da torre de observação de aves, com toda estrutura de escadaria necessária, ou seja, substituição de corrimão, do deck e do guarda-corpo no topo da torre. Outro aspecto relevante dos serviços foi a estruturação da trilha e a construção do Mirante do Coração na praia de Castelhanos, nas comunidades tradicionais.

Para o secretário da pasta, Ricardo Fazzini, as ações de manutenção nas trilhas são importantes se quisermos avançar com o nosso ecoturismo local oferecendo aos moradores e visitantes as condições propícias para um ótimo passeio”, disse. “Atrair os turistas e recebe-los com segurança é a certeza de levar o nome de nossa Ilhabela como referência no setor de ecoturismo. Nossa expectativa é que nosso município se desenvolva ainda mais através dessas ações”, conclui o secretário.

O prefeito Márcio Tenório foi enfático ao afirmar que a Administração precisa estar atenta com as belezas naturais. “Ilhabela precisa atender de forma sustentável a nossa população e os turistas para que usufruam de nossas praias e cachoeiras com segurança bem como oferecer turismo de qualidade”, declarou.

Cachoeira de Paquetá

Já em relação à cachoeira de Paquetá, de acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo, ainda não há prazo para a reabertura das duas áreas interditadas por questão de segurança, uma vez que o projeto de infraestrutura turística está em fase de implantação.

O trecho mais alto da cachoeira, com 50 metros de altura, que anteriormente era livremente frequentado por moradores e visitantes, é o principal ponto da interdição. O local recebe grande vazão de água o que torna a superfície das pedras instável e escorregadia; assim, para evitar contratempos, a Administração, por meio da Defesa Civil, junto com o Corpo de Bombeiros, instalou placas restritivas na área informando sobre os riscos de acidentes.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________