• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Comunidades tradicionais de Ilhabela contam com investimentos inéditos da administração pública

A previsão é de que até 2020 todas as comunidades recebam saneamento de água e esgoto. Além disso, a Prefeitura está reformando, substituindo e implantando sistemas de energia solar em todas as comunidades.

Comunidade caiçara em Ilhabela - Foto: Divulgação/PMI

Pela primeira vez na história, as comunidades tradicionais de Ilhabela começam a receber investimentos que visam melhorar a qualidade de vida dos moradores.

Na comunidade do Bonete, o sistema de abastecimento de água está em reforma, assim como o sistema de energia hidroelétrica, existente desde 1999, que também passará por reforma e ampliação; o local receberá um estudo para implantação do sistema de saneamento básico e a manutenção do acesso no trecho da Lage até a comunidade.

Castelhanos contará com estacionamento (a área que receberá a obra já está em processo de desapropriação). A comunidade receberá um posto de saúde e uma unidade escolar com espaço de lazer (ambos também estão em fase de desapropriação e licenciamento). A energia solar por placas está em fase de instalação e o sistema de saneamento de água e esgoto encontra-se em fase de processo.

A Ilha de Vitória contará com saneamento e com a reforma e construção de casas e banheiros. Já a Ilha de Búzios ganhará um píer, abastecimento de água e reforma de casas.

A previsão é de que até 2020 todas as comunidades recebam saneamento de água e esgoto. Além disso, a Prefeitura está reformando, substituindo e implantando sistemas de energia solar em todas as comunidades. Sistema de energia este que está em reforma no Bonete, em manutenção na Serraria e em substituição de toda a estrutura nas Ilhas de Búzios e Vitória. A Praia Mansa receberá um frigorífico para uso da pesca pela comunidade e proximidades.

Além das melhorias e novas estruturas físicas, a Administração trabalha em uma série de projetos que visam o auto sustento destes moradores, visando a inclusão produtiva. Na Ilha de Vitória foi criada a oficina artesanal de bambu e, em Búzios, o projeto utiliza a juçara, uma palmeira nativa da Mata Atlântica.

A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social, trabalha esses investimentos, que também irão ser utilizados para a implantação do mercado caiçara na Praia do Perequê, um espaço específico para a comercialização dos produtos inseridos no projeto de agricultura familiar (de acordo com a política municipal de Segurança Alimentar e Nutricional), de forma nunca antes vista.

A secretária de Desenvolvimento e Inclusão Social, Nilce Signorini, explana que a secretaria está empenhada em projetos e investimentos que devem auxiliar a melhora dos meios de subsistência das comunidades que, consequentemente, aumentarão a qualidade de vida dos cidadãos. Os projetos estão sendo licenciados junto aos órgãos competentes.

Já o prefeito Márcio Tenório finaliza ressaltando ser um grande orgulho levar infraestrutura, obras e melhorias para as comunidades que sonharam por anos com atenção de seus gestores. “Poderemos proporcionar outras alternativas de renda para a população tradicional, como por exemplo, com o frigorífico a ser construído na Praia Mansa. Vamos cuidar dos moradores de todo o município, não só aos que se concentram nos bairros centrais”.

Ademais todos os investimentos previstos para acontecerem até 2020, a Prefeitura, em uma parceria com o Ministério Público Federal e moradores das comunidades tradicionais caiçaras, desenvolvem o “Projeto Tribuzana” que resultará na criação do Conselho Municipal das Comunidades Tradicionais de Ilhabela.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________