• Da redação

Ganhando mais do que o Prefeito, administradora da Santa Casa fala em economizar fazendo demissões

Com salário abusivo, administradora nomeada por Sato demite funcionários da Santa Casa e publica nota em redes sociais.

Santa Casa de Ubatuba

Em nota explicativa veiculada nas redes sociais a administradora Maria Isabel Rodrigues Cruz, que recebe salário muito superior à média salarial de sua categoria e 150% maior que o do antigo administrador da Santa Casa (veja memorando no final da matéria), fala em racionalização de gastos, otimização de custos e dignidade dos funcionários como estratégia de administração da entidade filantrópica. Em fevereiro deste ano o juiz Fabrício José Pinto Dias, da Comarca de Ubatuba, deu nulidade à eleição do Provedor e nomeou a Prefeitura em caráter transitório para administração do hospital. A partir de então, a Prefeitura Municipal de Ubatuba, através de seu secretário de saúde, contratou profissional residente em Caraguatatuba pelo salário de R$ 25.000,00/mês (vinte e cinco mil reais). A contratação da profissional, que ganha um salário mais alto do que o prefeito da cidade, pela instituição causou bastante revolta na esfera pública de Ubatuba. Afinal, a Santa Casa, infelizmente é conhecida pela precariedade de equipamentos técnicos, escassez de recursos, condições adversas de trabalho e falta de condições técnicas para a realização dos atendimentos cirúrgicos. Demitindo cerca de 9 funcionários da instituição a administradora, nomeada em caráter temporário, justificou as demissões dizendo dar prioridade às áreas de assistência hospitalar. Segundo Fânio de Souza, antigo provedor da Santa Casa, as demissões não poderiam acontecer em hora menos oportuna: sentença judicial definiu que a eleição deve ocorrer impreterivelmente em 90 dias. A intervenção municipal tem caráter temporário. As multas advindas dessas demissões, cerca de pelo menos R$ 15.000,00 (quinze mil reais), não serão economias para instituição, mas sim um ônus que ficará para o próximo provedor administrar. De acordo com o prefeito Délcio José Sato (PSD), a Santa Casa de Ubatuba economizará cerca de meio milhão de reais nesses 3 meses de intervenção da Prefeitura Municipal de Ubatuba. A instituição, atualmente sob responsabilidade da Secretaria de Saúde em virtude da sentença judicial, possui cronograma estipulado para realizar eleições para a provedoria no próximo mês de maio. Resta saber se essa racionalização de gastos e otimização de custos vale somente para os funcionários de Ubatuba que já trabalhavam no hospital, uma vez que o salário discrepante da atual administradora não condiz com os escassos recursos da entidade filantrópica.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________