• Fonte: Prefeitura de São Sebastião

Nadador de São Sebastião conclui trecho de Cambury até Alcatrazes a nado após 15 horas

Ricardo Augusto Oliveira é o único a concluir trajeto de 40 km até o arquipélago.

Foto: Divulgação/PMSS

Depois de organizar e participar, nos últimos dias de 2017, da Volta à Nado de Alcatrazes, o primeiro evento de natação desde a reabertura do Arquipélago situado próximo à São Sebastião, que ficou fechado por mais de três décadas para exercícios de tiro pela Marinha do Brasil, Ricardo Augusto Oliveira foi além e na última terça-feira (03/04) nadou da praia de Cambury, no continente, até o complexo de ilhas.

Ricardo nadou por 15 horas em mar aberto saindo às 18 h de segunda-feira e concluindo às 9 h de terça-feira, dia 3. Ele é o único a completar o trajeto, que é um dos mais desafiadores do país, no local que é a segunda maior biodiversidade do Brasil equiparada a Fernando de Noronha e Abrolhos.

Para tal, o nadador que começou na maratona aquática em 2009 depois de sofrer um naufrágio nas ilhas FIJI - teve que nadar por mais de quatro horas para salvar outras pessoas do barco - teve o apoio do ICMBio, o Instituto Chico Mendes de Biodiversidades, e do veleiro Endurance, que acompanhou o atleta com equipe de apoio.

"Desde que cheguei a Cambury, 20 anos atrás, fiquei com muita vontade de ir até Alcatrazes, mas era proibido, então pensei em ir a nado e consegui", disse Ricardo que está radicado em São Sebastião há vinte anos: "Foi um treinamento muito duro com meu treinador, o Álvaro Coleone. Foi bem difícil, travessia com lua cheia, água limpa e vários cardumes nos acompanhando. Fui picado por muitas águas vivas, fiz várias paradas, em algumas não me senti bem, com náuseas, mas faz parte, o desafio é muito grande. Quando o sol apareceu no horizonte a energia só aumentou e aquele gás final veio para completar o percurso com uma hora de antecedência. Nas horas ruins a cabeça acaba comandando e não deixando desanimar", contou.

"Sou o único que fiz esse trecho, mas adoraria muito que outros atletas topassem e fizessem. Não é só uma das travessias mais bonitas como é também desafiadora, um grande teste para uma das maiores provas de maratona aquática do mundo que é a temida travessia do Canal da Mancha, que liga Inglaterra e França. Meu objetivo com essa travessia foi não só desafiar meu corpo, mas também divulgar que é possível e buscando fomentar também o turismo na região que é umas das mais belas do país. Alcatrazes é deslumbrante e muito rico em fauna marinha", completou.

Sobre o atleta

Ricardo Augusto de Oliveira, 50 anos, foi o idealizador, organizador e anfitrião desta primeira volta à Alcatrazes, morador de São Sebastião há mais de 20 anos, surfista e nadador, começou a nadar longas distâncias em 2009 e depois de sofrer um naufrágio nas ilhas FIJI, quando teve que nadar por mais de quatro horas para salvar outras pessoas do barco. Após esse feito não parou, nadou para todas as ilhas do município - ilhas das Couves, Toque Toque, Gatos, Montão de Trigo, participou de quatro edições da 14 Bis e foi o primeiro e único homem a nadar 40k de Camburi até Alcatrazes.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________