• Fonte: Prefeitura de Caraguatatuba

Prefeitura de Caraguatatuba inaugura EMEF no Perequê-Mirim para atender 400 alunos

A unidade escolar é voltada para estudantes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental I e tem capacidade para atender 400 crianças.

O bairro Perequê-Mirim ganha no próximo sábado (20), uma nova Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF), que receberá o nome de Profª Jane Urbano Forcesi.

A unidade escolar é voltada para estudantes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental I e tem capacidade para atender 400 crianças.

A EMEF começa a funcionar a partir da segunda-feira, dia 24, e acolherá 352 alunos provenientes do 1º, 2º e 5º anos, da EMEF Prof. Euclydes Ferrreira (Perequê-Mirim). No próximo ano, a unidade escolar atenderá alunos do 1º ao 5º ano.

A inauguração, que faz parte das comemorações dos 161º aniversário de Caraguatatuba, será às 14h e toda comunidade está convidada a conhecer o espaço, localizado na Rua São Roque, 450, bairro Perequê-Mirim.

Infraestrutura

A Prefeitura investiu R$ 5,5 milhões na construção do prédio de dois andares na área de 3.850 m². O edifício abriga almoxarifado, auditório, 12 salas de aula, refeitório, cozinha, vestiários, despensa, laboratório de informática, laboratório multiuso, parque infantil, pátio coberto, quadra poliesportiva, refeitório, sala de leitura lavanderia, secretaria, sala de professores, sala de coordenação e almoxarifado.

Homenageada

Jane Urbano Focesi nasceu em Campinas (SP), no dia 28 de janeiro de 1937. Estudou no tradicional colégio Sagrado Coração de Jesus até finalizar o “Curso Normal”, em 1954. Quatro anos depois, casou-se com José Carlos Camargo Focesi com quem teve três filhos – Carlos Francisco, Silvana Maria e Luciana Maria.

Em 1978 mudou-se para Caraguatatuba com a família. Aqui chegando, trabalhou para o IBGE, no Censo, já predestinando sua paixão por Geografia. No mesmo ano conheceu o “Ângelo do Módulo” na sala de espera da Prefeitura Municipal e acabou sendo convidada a dar aulas nesta escola. Surgia assim a professora Jane de Geografia e História, imortalizada pelo seu vasto conhecimento e intensidade no ensinar. Rigorosa, como todo bom educador, conquistou uma vida de respeito profissional.

Lecionava nos três períodos (manhã, tarde e noite) em escolas particulares, municipais e estaduais. Aos finais de semana ainda cuidava de sua doceria, onde fazia todos os doces e salgados para ajudar no sustento da família. Somente em 1992 alcançou a tão desejada oportunidade de completar o terceiro grau, formando-se em Pedagogia na Faculdade Módulo.

Além de lecionar, ainda criou e desenvolveu eventos escolares como as anuais Festas das Nações que contribuíram para o desenvolvimento educacional de todo o Litoral Norte. Também foi a criadora do apadrinhamento dos alunos da APAE, projeto que ainda vigora com sucesso. Faleceu no dia 19 de maio de 2000.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________