• Fonte: Prefeitura de São Sebastião

Fiscalização interdita mais um açougue na Costa Norte de São Sebastião

No local, foram encontradas diversas irregularidades sanitárias que colocam em risco a saúde da população.

Foto: Divulgação/PMSS

Em mais uma ação as equipes do setor de Vigilância Sanitária – ligado à Secretaria de Saúde, juntamente com técnicos da Divisão de Inspeção Sanitária da Secretaria de Meio Ambiente (SEMAM) interditou na segunda-feira (16/04) um açougue localizado na Avenida Odisseu, no Canto do Mar, região Norte da cidade. Ao todo, foram descartados 120 quilos de produtos que estavam fora dos padrões de refrigeração e sem identificação.

Durante a ação de fiscalização foram observados os critérios de cumprimento de normas de proteção à saúde, condição, refrigeração e manipulação de carnes, além da higiene na estrutura física dos comércios, uso de materiais e utensílios além da origem das carnes e a apresentação das notas fiscais.

De acordo com a Vigilância Sanitária, o açougue já havia sido notificado. “Mais uma vez a ajuda da população, que fez uma denúncia anônima, nos levou até este açougue que além de funcionar sem licença estava desrespeitando as regras da Vigilância Sanitária e colocando em risco a saúde da população”, explicou a diretora da Vigilância em Saúde Fernanda Carolina Paluri.

Este é o segundo açougue lacrado pela Vigilância no mesmo bairro já que, no início do ano, as equipes da Prefeitura estiveram em outro estabelecimento comercial que também comercializava carnes com prazo de validade vencido, sem procedência e sem inspeção. Na ocasião, foram descartadas cerca de três toneladas de produtos.

Números

Desde o final do ano passado o Departamento de Vigilância Sanitária aumentou consideravelmente o número de ações e atividades ligadas ao setor de fiscalização. Para se ter ideia, dados comparativos do terceiro quadrimestre de 2016 para o mesmo período de 2017 aponta um crescimento de 80% em todas as ações realizadas no setor, entre elas emissão de laudo de avaliação, atendimento a denuncias e encaminhamentos, inspeções e procedimentos realizados.

Nas ações de inspeção, por exemplo, houve um aumento de 40% no número de atividades realizadas. Em 2016, os fiscais fizeram 355 inspeções e 593 realizadas no mesmo período de 2017.

No caso do atendimento às denúncias o crescimento foi ainda maior, mais de 100%. Em 2017, a Vigilância Sanitária atendeu 63 denúncias, somente no período entre setembro e dezembro contra 29 no mesmo período de 2016.

“Estamos trabalhando indistintamente e vistoriando todos os tipos de estabelecimentos comerciais. Supermercados, Açougues, Feiras Livres, lojas de produtos Naturais, por exemplo,” enfatizou Fernanda Paluri.

Fernanda mais uma vez reforça a importância da população colaborar com o trabalho dos fiscais registrando as denúncias no setor de Vigilância Sanitária. “É importante que a população denuncie para que possamos chegar a estes locais que têm problemas e apresentam riscos à saúde do consumidor”, finalizou.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________