• Fonte: Prefeitura de São Sebastião

Prefeitura de São Sebastião apresenta projeto a órgão estadual para promover manejo sustentável de f

Se aprovado, projeto será feito junto à Terra Indígena Ribeirão-Silveira.

A Prefeitura de São Sebastião por meio da Secretaria de meio Ambiente (SEMAM) com o apoio da Fundação Nacional do Índio (FUNAI), da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) e da Coordenadoria de BioDiversidade e Recursos Naturais (CBRN) apresentou o projeto, “Juçara Guarani” ao Fundo Estadual de Defesa dos Interesses Difusos (FID), que tem como objetivo promover o manejo sustentável dos frutos da palmeira Juçara, junto à Terra Indígena Ribeirão-Silveira.

Na primeira etapa do projeto foi apresentado ao FID um plano de trabalho, já na segunda etapa, onde o projeto se encontra atualmente, foi enviado também ao FID, um plano de trabalho mais detalhado com mais documentações, como um parecer jurídico, declarações do prefeito, Felipe Augusto, falando que está de acordo com a proposta e a contrapartida, entre outros. A confirmação, com pedidos ou não de revisão do projeto, ou a sua recusa têm data prevista para Setembro.

O projeto de autoria do agente fiscal de obra e meio ambiente da SEMAM e engenheiro florestal de formação, Renan Cardoso, com apoio da equipe técnica da SEMAM, explica que a palmeira juçara, nativa do Brasil, exerce papel importante na floresta, produzindo frutos durante o ano todo, porém, apesar de sua grande importância, a juçara encontra-se na lista de espécies ameaçadas de extinção, devido intensa exploração que se dá a partir da retirada do palmito contido no estipe da planta, sendo necessária a derrubada da árvore resultando na morte dela.

Sendo assim, o projeto tem como finalidade a utilização dos frutos da palmeira juçara, muito parecidos com o açaí, para a produção de polpa, que por sua vez, se apresenta como uma atividade que busca diminuir a pressão sobre a exploração da planta, caracterizando produto florestal não madeireiro. A proposta do projeto é oferecer uma alternativa sustentável, que promova a recuperação da espécie ameaçada de extinção, além de geração de renda e segurança alimentar, através do aproveitamento dos frutos da palmeira juçara para a produção de polpa, sementes e mudas, junto a Terra Indígena Ribeirão-Silveira.

De acordo com o projeto, ele visa trabalhar junto à comunidade indígena, pois serão identificados interessados e com maior afinidade ao tema proposto, buscando o envolvimento de indígenas no manejo sustentável da floresta e identificação de famílias interessadas em participar das atividades do projeto. A partir dai será organizado e formado um grupo comunitário de 20 indígenas responsáveis pelo manejo e beneficiamento da juçara (polpa e sementes), que serão treinados para execução do manejo florestal e produção de polpa.

O vice-cacique da Terra Indígena Ribeirão-Silveira, Mauro dos Santos, também conhecido por seu nome em guarani, Awa, comentou sobre o projeto. “A comunidade vai se beneficiar muito desse fruto, principalmente as crianças e os jovens.

O autor do projeto, Renan Cardoso, também abordou a importância do projeto. “Com o projeto estaremos promovendo a recuperação da espécie, a geração de renda e a produção um alimento de qualidade localmente, por que se hoje formos comprar um açaí, ele vem todo da Amazônia, o produto é comprado a milhares de quilômetros de distância sendo que ele poderia estar sendo produzido aqui, então é mais uma atividade econômica para o município, que irá gerar renda e movimentar o mercado local”, completou Cardoso.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________