• Da Redação

Sem Alvará da Vigilância Sanitária, Sato "inaugura" Centro Cirúrgico da Santa Casa

Cercado por funcionários comissionados, administradora do hospital, autoridades municipais e um rol seleto de associados da entidade, o prefeito de Ubatuba reabriu na última quarta-feira (2), em clima de palanque político, o centro cirúrgico do hospital.

Com as cirurgias eletivas suspensas desde o ano passado por recomendação da Vigilância Sanitária, a Santa Casa de Misericórdia Senhor dos Passos de Ubatuba reabriu na última quarta-feira (2), seu centro cirúrgico. O hospital que recebeu a visita da Vigilância Sanitária Estadual após a inauguração, na quinta-feira (3), poderá realizar procedimentos cirúrgicos somente com a obtenção do alvará sanitário. A paralisação das cirurgias eletivas agrava a situação periclitante da saúde no município, já que o único hospital de Ubatuba, atualmente sob intervenção municipal, é responsável por resolver as demandas de saúde de uma população que se espalha por cerca de 100 km de costa. Para a construção do novo espaço com três salas (cirúrgica, obstétrica e ortopédica), a administradora da Santa Casa, recentemente mencionada na mídia pelo vultoso salário de R$ 25 mil, removeu pacientes em situação grave de saúde e os realocou em outros locais da infraestrutura hospitalar. A adaptação feita às pressas para o hospital voltar a ter um centro cirúrgico, foi realizada no espaço anteriormente planejado e aprovado para ser a UTI do hospital quando de sua inauguração com a presença do Ministro da Saúde, Agenor Álvares, em 2006. Agora, sem esse espaço, a cidade se distancia do sonho de ter, a curto prazo, o tratamento intensivo para seus pacientes. A implantação da UTI, promessa de campanha do prefeito Sato, já engajou mais de 14 mil munícipes entre grupos nas redes sociais e assinaturas virtuais e presenciais em prol da unidade. Questionados sobre a existência do alvará, comunicação do Grupo de Vigilância Sanitária (GVE) informou que após vistoria realizada para a avaliar as condições técnicas do centro cirúrgico, relatório será encaminhado ao Ministério Público e Centro de Vigilância Sanitária em São Paulo.

A competência para a autorização do funcionamento do centro cirúrgico da Santa Casa é da equipe técnica da vigilância sanitária municipal. O hospital não poderá, todavia, realizar cirurgias até a emissão do competente alvará sanitário.

Prefeito hostiliza cidadã na cerimônia de inauguração Em um distanciamento cada vez maior da população, a inauguração do espaço cirúrgico pela Prefeitura não foi aberta ao público e, do lado de fora da instituição, vários convidados e associados da Santa Casa precisaram reivindicar sua entrada para participar da cerimônia. O prefeito Délcio Sato, em seu discurso inaugural da reforma, em um tom agressivo com relação às críticas recebidas pelo governo, parecia a todo custo querer justificar-se sobre as condições precárias das vias públicas de Ubatuba. Com fala centrada nas razões de seu projeto pessoal em se tornar prefeito, Sato mais uma vez culpou "a herança maldita" de outras administrações pela falta de desenvolvimento de Ubatuba. O prefeito, que não mencionou seus planos administrativos para a saúde, se ocupou em fazer um desabafo político sobre as críticas recebidas pela internet e o jargão consolidado de que “o prefeito não faz nada”. Questionado por uma munícipe sobre a fonte do recurso utilizado para a nova ala da pediatria e para o centro cirúrgico, o prefeito, visivelmente irritado e de forma áspera, atacou e não respondeu. Segundo a munícipe que questionou o prefeito “a pergunta era simples, fácil e é a dúvida de todo mundo: é a prefeitura que vai pagar o centro cirúrgico? E esse adiantamento de R$ 500 mil reais que a administradora fez para gastar entre a pediatria e centro cirúrgico? O centro cirúrgico tem alvará de funcionamento?” A associada da Santa Casa presente na inauguração continua: "O prefeito não gostou das minhas perguntas. Ele se alterou, ficou nervoso, começou a gritar no corredor em volta de todo mundo me chamando de boba, eu, munícipe cidadã, só porque fiz uma pergunta. Isso é vergonhoso para a cidade de Ubatuba, pois se o prefeito não tem sabedoria para conversar com uma pessoa e se altera tão rápido, como ele pode administrar nossa cidade, questionou a cidadã.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________