• Fonte: Prefeitura de Caraguatatuba

Educação Inclusiva da rede municipal promove capacitação sobre TEA e confecção de material adaptado

Na oportunidade, as profissionais puderam estrear os equipamentos de plastificação e de impressão colorida, adquiridos pela Prefeitura, para a confecção de materiais adaptados, a serem usados com os alunos.

Foto: Claudia Moysés/PMC

A equipe do setor de Educação Inclusiva da Secretaria de Educação de Caraguatatuba reuniu, nesta quinta-feira (17/05), os 24 professores das salas de Recursos da rede municipal de ensino para formação continuada sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Na parte da manhã foram abordados os temas estrutura física do ambiente escolar, manejos comportamentais, atividades adaptadas de acordo com o nível da criança. Na parte da tarde os trabalhos foram práticos. Na oportunidade, as profissionais puderam estrear os equipamentos de plastificação e de impressão colorida, adquiridos pela Prefeitura, para a confecção de materiais adaptados, a serem usados com os alunos.

Esse é o primeiro ano da professora Thais Daiana Reis de Oliveira Gonzales, da EMEF Profª Maria Aparecida de Carvalho, no Tinga, em uma sala de recursos. “A equipe do setor de Educação Inclusiva é nota 10. Estão sempre buscando ampliar nosso conhecimento, aprofundando assuntos importantes para o nosso dia-a-dia”, declarou.

A professora da EMEF Prof. Oswaldo Ferreira, no Casa Branca, Tainá Rodrigues de Sousa Cardoso, também novata, concorda com a colega: “Para mim, tem sido um desafio grande. Estou muito gratificada por acompanhar o desenvolvimento das crianças no atendimento. Conto sempre com o apoio da equipe gestora e do setor de Inclusão”.

A veterana Kátia Gonçalves, há sete anos nessa função, se desdobra entre a EMEI/EMEF Profª Maria Moraes de Oliveira, no Jardim Gaivotas e na EMEI/EMEF Prof João Baptista Gardelin, no Poiares, e afirma que os encontros de capacitação são redimensionadores. “Atualização é importante porque estamos sempre descobrindo novos materiais e novas formas de confeccioná-los. Além da troca de experiências”, observou.

A diretora do setor de Educação Inclusiva, Adriana Bueno Coelho, disse que os equipamentos ficarão disponíveis na Secretaria para que os professores de AEE possam utilizá-los na construção de materiais de apoio. Também participaram da formação continuada as coordenadoras do Atendimento Educacional Especializado nas Salas de Recursos, Juliane Ribeiro de Almeida, Josiane de Alcântara Fernandes, Márcia Cristina de Souza e a supervisora dos Centros de Referência para Inclusão Escolar e Social (Cries Centro, Sul e Norte), Maria Tereza Daniel Santos Alves Araújo.

[ Charge ]_______________________________