• Da Redação

É importante realizar exames nos pets a partir dos 8 anos

É fato que hoje em dia os pets vivem muito mais do que antigamente. Mas, seja pela qualidade de vida que têm, pelo cuidado dos tutores ou pelo avanço da medicina veterinária, de nada adianta se a medicina preventiva não for praticada.

Mas, afinal, o que é a medicina preventiva? Medicina preventiva é a especialidade médica que se dedica à prevenção da doença e não ao seu tratamento.

No caso de cães e gatos, a medicina preventiva deve ser aplicada já a partir dos 7 ou 8 anos de vida do animal.

É fato que a vacinação desde cedo já é um tipo de prevenção. Mas as vacinas previnem apenas algumas doenças causadas por vírus e bactérias que possuem alta circulação no ambiente das cidades brasileiras.

No caso da medicina preventiva a partir da idade sênior do animal, ela ajuda a descobrir doenças graves que aparecem com a idade. E isso é muito importante. A maioria das doenças, inclusive alguns tipos de câncer, são curáveis quando descobertas no início. E, as que não são curáveis têm muito mais chances de controle quando descobertas antes dos sintomas aparecerem no animal. É o caso das doenças renais em gatos.

Como eles têm muito mais propensão a desenvolverem problemas renais pela conformação física do próprio órgão, é extremamente indicado que, já a partir dos 5 a 6 anos, seja feito um exame para checar se está tudo bem com os rins do animal.

A forma mais simples de medicina preventiva é realizar a cada ano um ultrassom no abdômen e nas articulações. Além disso, um exame de sangue que englobe hemograma completo, função renal e função hepática já dá uma boa ideia do estado de saúde geral do animal e ajuda a descobrir as doenças no início. E não sai caro. Como são exames feitos anualmente, ou a cada ano e meio, o valor fica bem diluído. Dependendo da região do Brasil, o tutor vai desembolsar entre R$ 350,00 a R$ 500,00 para realizar todos esses exames. E isso vale tanto para cães quanto para gatos.

Em algumas cidades já existem os planos de saúde para pets com vários tipos de coberturas. Na hora de uma emergência, ou quando o pet ficar mais velho, o plano de saúde vem bem a calhar.

Mas para quem gosta de se programar, se o pet é ainda jovem fica a dica de poupar alguns reais por mês. Abra uma poupança para o pet e deposite qualquer valor, R$ 10, R$ 20 ou R$ 30 todo mês. Assim, quando ele checar na idade sênior, você vai ter a quantia necessária para fazer a medicina preventiva que ele merece.

Só não vale deixar o pet sem assistência!

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________