• G1 São Paulo

Greve dos caminhoneiros entra no 3º dia e causa reflexos no país

Paralisação afeta 23 estados brasileiros e o DF. Correios suspenderam entregas agendadas, e companhias aéreas pedem que passageiros se informem sobre voos antes de ir para o aeroporto.

Caminhoneiros bloqueiam faixas da Rodovia Régis Bittencourt (Foto: TV Globo/Reprodução)

Pelo 3º dia seguido, nesta quarta-feira (23), caminhoneiros fazem protestos em rodovias federais e estaduais, além de vias importantes em 23 estados do país mais o Distrito Federal. Os atos são contra a disparada do preço do diesel que faz parte da política de preços da Petrobras, em vigor desde julho. Em resposta aos protestos, a Petrobras anunciou redução de 10% no preço do diesel nas refinarias e que a medida deve valer por 15 dias. A redução representa menos R$ 0,26 no litro do combustível. Alguns atos ocorrem diante de refinarias, impedindo a saída de caminhões-tanque. O movimento já começa a afetar o abastecimento de combustíveis em algumas regiões, e o preço de alguns alimentos aumentou nos entrepostos. A associação das companhias aéreas afirmou que "haverá impacto para as operações nas próximas horas" e que os passageiros devem consultar as empresas antes de ir para os aeroportos. Um juiz do Distrito Federal determinou a liberação imediata de seis rodovias federais onde há bloqueios de caminhoneiros.

Veja os principais reflexos da paralisação pelo país:

Transportes A Infraero alertou que os aeroportos de Congonhas (SP), Recife (PE), Palmas (TO), Maceió (AL) e Aracaju (SE) só têm combustível para esta quarta-feira Em Brasília, o aeroporto suspendeu o pouso de aeronaves com pouco combustível Falta combustível em vários postos em cidades do RJ, RS, MG, TO e DF Diminuiu o número de ônibus circulando no Recife, onde a gasolina chegou a R$ 8,99 o litro Transporte escolar foi suspenso em algumas cidades do Mato Grosso Linhas de ônibus que atendem as cidades de Mogi das Cruzes, Suzano, Poá e Itaquaquecetuba, em São Paulo, estão atrasando cerca de 40 minutos Os Correios suspenderam temporariamente as postagens das encomendas com dia e hora marcados (Sedex 10, 12 e Hoje) e afirmou que a paralisação tem causado atrasos nas operações da empresa no país.

Alimentos Mais da metade da produção de carne suína e de aves foi paralisada, e 78 frigoríficos estão com as operações suspensas Abastecimento de itens hortifrutigranjeiros do Ceasa está comprometido no Ceará e em Sergipe No Rio, o saco da batata chegou a R$ 500, e no Pará, supermercados começam a ficar desabastecidos Rede de supermercado de Juiz de Fora (MG) colocou cartazes em várias lojas avisando sobre a possibilidade de falta de alguns produtos.

Indústria Produção da fábrica da Volkswagen Taubaté foi interrompida por falta de peças; o protesto também afeta outras montadoras como a Chevrolet, Ford e Fiat.

Preço do diesel A Petrobras anunciou nesta quarta que o preço do diesel deve cair 1,54% nas refinarias. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), o preço médio do diesel nas bombas já acumula alta de cerca de 8% no ano. O valor está acima da inflação acumulada no ano, de 0,92%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Protestos nas estadas O protesto dos caminhoneiros nesta quarta-feira afeta a circulação em rodovias e principais estradas de ao menos 23 estados e do Distrito Federal. Uma decisão da Justiça do DF determinou que sejam desbloqueadas imediatamente as BRs 040, 050, 060, 070, 080 e 251.

Infográfico G1

No Pará, os caminhoneiros decidiram liberar totalmente o trânsito na rodovia BR-316, em Benevides, região metropolitana de Belém, depois que a Justiça Federal determinou a retirada dos veículos que bloqueavam parcialmente a via. A negociação foi feita pela Polícia Rodoviária Federal. Oito pontos continuam parcialmente bloqueados, e um se mantém totalmente fechado. No Paraná, até as 15h, havia 95 pontos de manifestações nas rodovias. Em Mato Grosso do Sul, os protestos têm adesão de caminhoneiros do Paraguai e da Bolívia e há registros de bloqueios em 17 trechos interditados no estado. No DF, onde a greve afetou o abastecimento de combustíveis, caminhões bloqueavam trechos das BRs 020, 060, 070 e 080 e impediam a passagem de outros motoristas, inclusive de carros de passeio. Também foram registrados protestos em:

  • Alagoas

  • Bahia

  • Ceará

  • Espírito Santo

  • Goiás

  • Minas Gerais

  • Maranhão

  • Mato Grosso

  • Paraíba

  • Pernambuco: Sertão e Grande Recife

  • Piauí

  • Rio de Janeiro: Região dos Lagos e Norte Fluminense

  • Rio Grande do Norte

  • Rio Grande do Sul

  • Rondônia

  • Roraima

  • Santa Catarina

  • São Paulo: Bauru, Vale do Paraíba, Mogi das Cruzes, Santos, Campinas, Ribeirão Preto e Franca, Rio Preto, José Bonifácio, Santa Adélia, Santa Fé do Sul, Tabapuã, Urânia e Bálsamo.

  • Sergipe

  • Tocantins

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________