• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Ilhabela anuncia espaços lúdicos nas Unidades Básicas de Saúde

Os espaços são um cuidado a mais com as crianças e, pensados no seu bem-estar, foram investidos cerca de R$ 30 mil na aquisição do material.

Foto: Divulgação/PMI

A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Saúde e do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF), anunciou na Semana do Bebê e do Brincar, a implantação nos próximos dias de espaços lúdicos para as crianças em todas as Unidades Básicas de Saúde do município.

Para o prefeito Márcio Tenório, esses espaços agregam no atendimento humanizado. “O ambiente hospitalar ou as Unidades de Saúde, já deixam os adultos apreensivos; nos pequenos esse sentimento é muito maior. Esses novos espaços visam alegrar os pequenos e deixá-los mais calmos, com brinquedos pedagógicos, livros e muito mais. Nossa Administração cuida da nossa gente”, declarou.

Os espaços são um cuidado a mais com as crianças e, pensados no seu bem-estar, foram investidos cerca de R$ 30 mil na aquisição do material. “A criação dos espaços lúdicos nas unidades é uma importante ferramenta de trabalho, pois torna o ambiente mais agradável para as nossas crianças”, disse o secretário adjunto de Saúde, Gustavo Barboni.

Segundo a pedagoga e idealizadora do projeto, Lillian Dias dos Santos Cavalcante, os espaços lúdicos foram pensados e preparados com muito carinho para atender o público infantil e fazer deles um local onde possa interagir com a mãe resgatando, fortalecendo ou criando vínculos afetivos, com a mãe ou a família. “O momento da sala de espera, para passar no pediatra, ou tomar a vacina, causa reações no comportamento das crianças. Agora elas podem contar com um ambiente para brincar, se distrair, formar um vínculo a mais com mãe, ou ter um tempo precioso somente para brincar com ela”, explicou.

Os brinquedos são pedagógicos e manuais, isentos de tecnologia digital, para que haja interação efetiva entre as crianças e seus acompanhantes. “Vamos resgatar o brincar em meio a tanta tecnologia, para que os pequenos e as mães entrem no mundo da imaginação, esquecendo um pouco da dor. Queremos que os pequenos se sintam bem, em um ambiente feliz. A criança que brinca é feliz e o brincar ajuda em sua evolução nas outras fases da vida”, finalizou Lillian.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________