• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Prefeito de Ilhabela vistoria prédio do Centro de Referência da Mulher no Perequê

Obra deverá ser entregue em 60 dias e traz novidades para a saúde feminina.

Prédio que abrigará o Centro de Referência da Mulher de Ilhabela - Foto: Divulgação/PMI

O prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório, vistoriou, na manhã desta quinta-feira (7), o prédio que instalará os serviços do CRM (Centro de Referência da Mulher), no Perequê. Acompanhado do secretário adjunto de Saúde, Gustavo Barboni, e da secretária de Obras, Léia Roefero, o chefe do Executivo conferiu de perto as intervenções realizadas. A expectativa é que o CRM seja entregue no dia 15 de agosto.

“Com o início do funcionamento do Centro de Referência da Mulher, filhas, esposas, mães, tias e avós ilhéus terão atendimentos em nosso arquipélago e não precisarão mais se deslocar para outros municípios. A implantação do CRM é mais um compromisso assumido com a população e que estamos honrando”, disse o prefeito Márcio Tenório.

A criação do Centro de Referência da Mulher é um importante espaço de diagnóstico precoce e saúde da mulher, que terá, entre outros serviços, exames de mamografia, densitometria óssea (ambos inéditos), ultrassonografia e radiografia (Raio-X). O exame com mamógrafo é importante para a prevenção precoce do câncer de mama; a densitometria previne doenças como a osteoporose e a osteopenia (doenças dos ossos); a ultrassonografia também é importante na prevenção de doenças ginecológicas e do câncer de mama, além do acompanhamento da gestação; já o Raio- X será utilizado em casos de ortopedia.

No novo espaço ainda poderão ser feitas pequenas cirurgias ginecológicas que não necessitam de internação, ou seja, quando a paciente é autorizada a voltar para casa no mesmo dia.

Criado pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, o Centro – que abriga a Clínica Médica Ilhabela –, terá uma unidade de saúde voltada exclusivamente para o atendimento feminino, seja para a detecção e combate às doenças, assim como a pacientes em estado gestacional.

Para fazer a desapropriação e implantar o Centro de Referência da Mulher, a Administração seguiu todo o procedimento legal e concluiu o processo após meses de levantamentos de documentos e das avaliações do imóvel, desapropriado por R$ 6,4 milhões, bem abaixo de várias estimativas, que indicavam em torno de R$ 10 milhões e R$ R$ 11,6 milhões como preço de mercado do prédio. O processo é público e está à disposição da população.

Serviço

O Centro de Referência da Mulher funcionará no prédio desapropriado na avenida Princesa Isabel, número 1693, no Perequê.

[ Charge ]_______________________________