• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Capacitação para garantia dos direitos de crianças e adolescentes reúne mais de 80 pessoas no Paço M

Funcionários de diversas secretarias municipais envolvidas com a questão da violência e exploração sexual de crianças e adolescentes participaram do evento.

Foto: Divulgação/PMI

O CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) e o Conselho Tutelar de Ilhabela, realizaram durante todo o dia de hoje (13), no auditório do Paço Municipal, no Perequê, uma capacitação para funcionários de diversas secretarias municipais envolvidas com a questão da violência e exploração sexual de crianças e adolescentes. A Prefeitura também participou da promoção do evento, representada pela Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social.

A capacitação aconteceu após o lançamento do Plano Municipal contra a Violência e a Exploração Sexual Comercial de Ilhabela em 18 de maio. Mais de 80 profissionais atuantes na rede municipal de serviços públicos estiveram presentes na ocasião, foram oito horas de capacitação com o profissional especialista na área, Marcelo Nascimento.

A Administração foi representada por colaboradores das Secretarias de Desenvolvimento Econômico e do Turismo; Desenvolvimento e Inclusão Social (Departamentos de Proteção Social Básica e Proteção Social Especial); Educação; Planejamento Urbano, Obras e Habitação e Saúde; os Conselhos Tutelares de Ilhabela, São Sebastião e Caraguatatuba; a Fundaci (Fundação Arte e Cultura de Ilhabela) e as entidades: Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), Associação Amigos Criança e Casa Lar Feliz também tiveram representantes na capacitação.

Segundo relatou a presidente do CMDCA de Ilhabela, Letícia Souto Maior, o intuito é que crianças e adolescentes com seus direitos violados, possam ser assistidos pelas políticas específicas de proteção. “A capacitação falou sobre os marcos legais e conceituais da violência sexual contra crianças e adolescentes. É preciso que cada um desempenhe o seu papel dentro deste contexto da melhor forma possível, para que esses direitos não sejam violados. É fundamental o trabalho em rede. Sem rede, não há garantia de direitos”, disse.

Já o prefeito Márcio Tenório, destacou que todas as ações do CMDCA firmam a iniciativa do município em proporcionar proteção contra qualquer tipo de violência. “Apoiaremos a realização de planos, propostas, cursos e capacitações que tenham como objetivo avançar nesta área. Estaremos sempre em parceria com o Conselho responsável por estarmos cientes de sua importância para a sociedade como um todo”, declarou.

O CMDCA frisou que esta ação faz parte de uma série de atividades, as quais serão desenvolvidas com os mais variados colaboradores e integrantes do plano.

Violência contra crianças e adolescentes

De acordo com os dados do Disk 100, ano base 2017, foram notificados no País mais de 84.037 casos de violência contra a criança e o adolescente. Destes, 9.138 foram casos de violência sexual, que ocupa o quarto lugar no ranking de violências.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Inclusão Social de Ilhabela acompanhou, em 2017, 48 casos de violência contra a criança.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________