• Fonte: Prefeitura de Caraguatatuba

Centro de Educação Infantil do Morro do Algodão, em Caraguá, ganha novos espaços verdes

A ideia surgiu no início do ano letivo quando foi feita uma avaliação da escola pela comunidade escolar e o quesito lugares verdes foi apontado pela maioria como insuficiente.

Foto: Divulgação/PMC

Após quatro meses de um trabalho bem orquestrado que envolveu equipe gestora, professores, auxiliares de desenvolvimento infantil, auxiliares de limpeza, cozinheiras e pais, o CEI/EMEI Profª Maria Carlita Saraiva Guedes inaugurou nessa quinta-feira (21/06) os novos espaços verdes – jardim de entrada, cantinho dos jabutis e jabotas, horta, calçadas gramadas e trilha sensorial com texturas.

A ideia surgiu no início do ano letivo quando foi feita uma avaliação da escola pela comunidade escolar e o quesito lugares verdes foi apontado pela maioria como insuficiente.

“A partir daí fizemos um projeto de revitalização e dividimos alunos, professores e funcionários em grupos. Todos abraçaram a causa. Tivemos a ajuda de técnicos da Secretaria de Meio Ambiente que doaram e ajudaram a plantar mudas. Funcionários da Secretaria de Serviços Públicos também nos ajudaram com corte e poda. Pais trouxeram mudas, terra e adubo. Meus filhos que estudam lá, Pérola, 2 anos, e Davi, 4 anos, ficaram tão empolgados que acabei revitalizando a horta da minha casa com eles. O resultado geral foi maravilhoso”, afirmou a coordenadora pedagógica, Taíse Romeiro.

Ao mesmo tempo em que a parte física era transformada, o projeto político pedagógico que abrange a importância e os cuidados com o meio ambiente também foi trabalhado com as crianças. Bem como o projeto horta, cujos alimentos plantados (chuchu, cenoura, salsinha, orégano, manjericão, cebolinha, alho poró, alface e morango) são utilizados na alimentação dos alunos.

“Os professores e crianças do berçário trabalharam o cantinho sensorial com texturas. O Maternal I ficou com o cantinho dos dois jabutis e das duas jabotas que temos. Eles pesquisaram alimentação destes animais, água e grama para que estes tivessem o melhor habitat. Essa turminha também ajudou na nossa horta. O Maternal II trabalhou no jardim de entrada e a 1ª e 2ª Fases com os gramados, no entorno da unidade escolar e a horta. O aprendizado proporcionado nesse processo foi intenso”, explicou a diretora Fernanda Ferraz Lara Lima.

Vários pais foram visitar a escola e puderam constatar os benefícios da revitalização e dos conhecimentos trabalhados nesse período com a exposição dos trabalhos feitos pelos alunos.

O carpinteiro, Eduardo Hupalo, 47 anos, pai da Sabrina, 5 anos, fez todas as cerquinhas dos espaços. “É o meu serviço e a escola estava precisando, então não me custava fazer. Minha filha ficou muito feliz do pai ter contribuído para a escola ficar mais bonita”, contou.

Já Kelly Isabel Marcos Jerônimo, 25 anos, mãe de Brenda, 4 anos, doou vasinhos e terra e acompanhou os trabalhos. “Minha filha e os coleguinhas estavam muito empolgados. É muito bom ver as crianças felizes. Para mim e para ela foi um aprendizado. Tudo foi muito bem pensado e executado”, afirmou.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________