• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente de Ilhabela apresenta proposta de atenção integral

De acordo com a Proposta, o consumo de drogas é um fenômeno crescente e universal, presente em diferentes classes sociais, idades e etnias.

Foto: Divulgação/PMI

Uma Proposta de Ação Intersetorial de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente usuários de drogas foi aprovada pelo CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) de Ilhabela, durante a última reunião ordinária do Conselho, que aconteceu na semana passada. A Prefeitura, representada por diversas secretarias, atua veementemente no apoio e colaboração com as ações propostas pelo CMDCA.

De acordo com a Proposta, o consumo de drogas é um fenômeno crescente e universal, presente em diferentes classes sociais, idades e etnias. O documento explica ainda que “cabe ao CMDCA contribuir na elaboração de um Plano de Ação para o enfrentamento ao uso de drogas por crianças e adolescentes, em parceria com o Executivo, Legislativo e Judiciário, estabelecendo ações, metas, prazos e responsáveis; apoiar a atuação da Polícia Militar, promovendo formação sobre o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) e abordagem social; promover campanhas de sensibilização sobre o tema, bem como, promover atividades formativas para a rede municipal de ensino e de saúde para abordagem da temática à luz do ECA”.

A Proposta possui foco na atenção integral à criança e ao adolescente, partindo do investimento na construção de seu projeto de vida, estimulando seu protagonismo e em sua história pessoal e social agindo de forma integrada com outros órgãos responsáveis. As Secretarias Municipais de Administração, Cultura, Desenvolvimento e Inclusão Social, Educação, Esporte e Lazer e Saúde terão participação fundamental na execução da Proposta, que deve ser encaminhada aos encarregados das mesmas para apreciação, apontamentos e posterior execução.

Letícia Souto Maior, presidente do CMDCA, relata que o uso abusivo de drogas é um fenômeno universal, que independe de raça ou classe social. “Temos o desafio de inovar e avançar na prevenção e enfrentamento dessa questão, por meio do fortalecimento das políticas sociais básicas. É necessário ofertar caminhos para que o adolescente possa construir seu projeto de vida. Temos que torná-lo protagonista e, para isso, é preciso refletir e mudar o foco de ações pontuais, punitivas e higienistas, para uma prática estruturada, intersetorial e permanente”, afirmou.

“Levando-se em consideração a atual situação, não só no Município, como de todo o País, a Proposta é fundamental para o enfrentamento deste cenário que não favorece o crescimento e o desenvolvimento sadio de nossas crianças e adolescentes. Assim como já afirmado em outras ocasiões, continuaremos a dar o apoio necessário ao Conselho para que o ECA e as políticas públicas de proteção às crianças e adolescentes sejam respeitadas”, declarou o prefeito Márcio Tenório sobre o assunto.

Serviço

Mais informações sobre os Planos podem ser obtidas através do contato do CMDCA via e-mail: cmdca@ilhabela.sp.gov.br, ou pelo telefone (12) 3896-9200, ramal 9563.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________