• Denise Martins Silveira

Polícia prende suspeito de estupro que aparece em vídeo viralizado em Ubatuba

Imagem foi compartilhada pela vítima nas redes sociais e, segundo a polícia, ajudou na identificação do suspeito. Defesa do homem preso não quis comentar o assunto.

Suspeito correndo atrás da vítima (dentro da elipse branca) - Foto: Fotograma G1

A Polícia Civil prendeu na manhã desta sexta-feira (22) um homem suspeito de estupro em Ubatuba. De acordo com a polícia, o homem foi flagrado por câmeras de segurança perseguindo a vítima por volta das 6 h no Saco da Ribeira. As imagens viralizaram na rede social e ajudaram na identificação do suspeito.

O flagrante foi feito no último domingo (17) quando a vítima, uma enfermeira, ia para o trabalho por volta das 6h. A imagem de uma câmera de segurança da rua mostra o momento em que ela caminha em direção ao ponto de ônibus e um homem aparece correndo atrás dela.

Segundo a Polícia Civil, a vítima contou que ele a perseguiu até conseguir abordá-la, com um golpe. Quando a enfermeira caiu, disse que o homem começou a beijá-la e só parou a agressão quando um ônibus passou e ele se assustou, permitindo a fuga.

A jovem fez o registro na Polícia Civil e compartilhou as imagens no Facebook. Na rede, a postagem que mostra o agressor tem mais de 26 mil visualizações e cerca de mil compartilhamentos. A postagem ajudou a polícia a identificar o homem. Uma pessoa o reconheceu pelas imagens e fez a denúncia, que levou a prisão do suspeito.

“A pessoa fez uma denúncia anônima compartilhando com a gente o perfil dele na rede social e a vítima reconheceu o agressor na imagem. A partir daí, passamos a investigar o homem e pedimos a prisão dele”, explica o delegado da Delegacia de Defesa da Mulher, Bruno Aragão.

Com o homem preso a polícia espera que outras possíveis vítimas prestem queixa. Outras mulheres teriam se apresentado, relatando casos semelhantes ao da enfermeira, mas não fizeram o registro formal da ocorrência.

O advogado Jonas Alves dos Santos, que defende o homem que foi preso, foi procurado por telefone e não quis comentar o assunto.

Postagem da vítima em rede social ajudou na identificação - Foto: Reprodução/Facebook

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________