• Fonte: Prefeitura de Caraguatatuba

Adolfo Lutz investiga morte de macaco na Região Norte de Caraguatatuba

A equipe do CCZ esteve no local para coleta de amostra do animal que foi logo encaminhada ao Instituto Adolfo Lutz para identificação da causa morte. Segundo o veterinário do CCZ, Guilherme Garrido, a previsão é de que o resultado da amostra saia dentro do prazo de uma semana, mas, desde já, alerta a população para que colabore com os trabalhos do município e tome a vacina.

Vacinação contra a febre amarela - Foto: Divulgação/PMC

A Secretaria de Saúde de Caraguatatuba confirmou que encontrou na última sexta-feira (19/07) um macaco morto da espécie bugio, em área de floresta, nas proximidades do bairro Parque Imperial, no bairro Massaguaçu, na região Norte da cidade.

A equipe do CCZ esteve no local para coleta de amostra do animal que foi logo encaminhada ao Instituto Adolfo Lutz para identificação da causa morte.

Segundo o veterinário do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), Guilherme Garrido, a previsão é de que o resultado da amostra saia dentro do prazo de uma semana, mas, desde já, alerta a população para que colabore com os trabalhos do município e tome a vacina.

“Sempre que houver a identificação de primatas com mudanças de comportamento (mais lentos) ou mortos, por favor, peço a todos que entrem, imediatamente, em contato com o CCZ (3887-6085) ou, aos finais de semana com o Corpo de Bombeiros (193) ou Defesa Civil (199) que seremos notificados de imediato”, recomenda.

De segunda a sexta-feira, as Unidades Básicas de Saúde de Caraguatatuba seguem com os procedimentos de imunização conforme horário de cada sala de vacina.

Em junho, a Prefeitura de Caraguatatuba confirmou o primeiro caso de macaco morto causado pelo vírus da febre amarela, encontro na área do Parque Estadual, no bairro Sertão dos Tourinhos, região Norte da cidade.

Alerta

A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Saúde, mediante os fatos, já mobilizou funcionários dos setores da Vigilância Epidemiológica (VE), Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Atenção Básica, enfermeiros e Agentes Comunitários de Saúde (ACSs), que farão levantamento casa a casa no entorno do bairro Parque Imperial para saber quais pessoas que já tomaram vacinas, as que possuem restrição e as que se recusam a receber a imunização.

As pessoas que não foram vacinadas deverão procurar a UBS para receber a vacina contra a febre amarela.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________