• G1 Vale do Paraíba e Região

Produtora rural aposta na honestidade dos clientes e abre barraca no estilo 'pegue e pague'

A 'Barraca da Confiança' fica na beira da rodovia em Paraibuna. Clientes podem pegar o produto que desejam, pagar e seguir viagem.

Aposentada de São José cria 'barraca da confiança' (Foto: Arquivo pessoal/ Denise Vilhena)

Uma produtora rural de Paraibuna (SP) adotou uma tática não muito convencional de lucrar. Denise Vilhena, de 58 anos, abriu uma barraca de frutas e verduras na rodovia dos Tamoios, na altura do Km 44. O diferencial é que sua banca não tem vendedor: cada cliente pega o produto que deseja, anota em um caderno o que consumiu, paga e segue a viagem.

Inspirada na crença de um mundo melhor, a joseense confia que todos os consumidores que passarem por sua barraca serão honestos e vão pagar de acordo com o que foi comprado.

“Eu tenho uma esperança em um Brasil melhor. Ainda existem muitas pessoas boas e foi por isso que criei a barraca, por acreditar nisso, de que quem está comprando é uma pessoa honesta que valoriza a iniciativa”, disse Denise.

A ideia da ‘barraca da confiança’, como é conhecida na região, surgiu depois que Denise visitou a cidade de Delfim Moreira (MG) e conheceu moradores que tiveram a ideia de montar um comércio sem vendedor no local. Essa ‘troca’ de confiança, entre cliente e proprietário, inspirou a moradora, que abriu o negócio há cerca de um mês e até o momento não levou nenhum calote.

“Quando eu vi as barracas sem vendedores eu me surpreendi. Fiquei me questionando o quanto o mundo seria melhor se as pessoas fossem mais honestas. Como as barracas existiam em Delfim, eu percebi que era possível ter um negócio dessa maneira e decidi abrir uma”, conta ela, que produz as frutas e verduras em uma pequena propriedade rural com a família.

A advogada Natalie Oliveira, de 25 anos, moradora de Caçapava (SP), estava passando pela Rodovia quando viu a barraca na beira da estrada. Curiosa sobre como funcionava o sistema de ‘pegue e pague’, ela parou para ver.

E o que mais chamou a atenção dela foi a placa na barraca que dizia "sorria, você não está sendo filmada". “Eu achei o máximo, fiquei encantada. A placa é totalmente oposta ao que vemos no dia a dia. É um voto de confiança que não estou acostumada”, conta Natalie.

Aposentada de São José cria 'barraca da confiança' com venda de frutas e verduras (Foto: Arquivo pessoal/ Denise Vilhena)

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________