• Denise Martins Silveira

Triatletas Shimano são favoritos em prova deste fim de semana em Ilhabela

Enquanto Rafael Juriti disputa a elite masculina do Short Triathlon do XTerra Ilhabela, Sabrina Gobbo e Laura Mira estarão em ação na competição feminina.

Sabrina Gobbo - Foto: Divulgação

O fim de semana será de ação para os três triatletas off-road do Shimano Sports Team, o grupo de atletas patrocinados pela marca japonesa no Brasil. No Litoral Norte de São Paulo, Rafael Juriti (Sense Factory Racing), Sabrina Gobbo (Trek/Shimano) e Laura Mira (Squadra Oggi) competirão no Short Triathlon do XTerra Ilhabela. A prova para o trio será realizada com largada e chegada na Praia do Perequê, neste domingo (19), às 9h. A prova inicia-se com 750 m de natação, para em seguida os atletas pedalarem 17,5 km no MTB e concluírem a disputa na trail run, com 5,5 km. Líder do ranking na elite masculina somando as etapas já realizadas, Juriti chega confiante à Ilhabela. "Será uma prova bem rápida, girando em torno de uma hora e meia. Eu nunca competi nessa versão reduzida de Ilhabela, por isso estou tomando como base as informações que obtive da última edição, em 2017. Como estou em primeiro do ranking, vou para cima em busca de me aproximar do título da temporada. Estou com boas expectativas", define o belo-horizontino Rafael Juriti. Na disputa da elite feminina, as duas triatletas Shimano estão entre as principais favoritas do Short Triathlon. Atual pentacampeã nacional do ranking de XTerra, Sabrina tenta mais uma vitória no local onde iniciou no esporte. "Já venci nova vezes em Ilhabela, se não me engano. Cinco delas na versão completa do Triathlon, disputada no XTerra Brazil, e outras quatro nesta prova curta. Espero ir bem outra vez, lembrando que em esportes como este, qualquer tipo de imprevisto pode ocorrer", conta Sabrina, campineira radicada em São Paulo. Já Laura Mira, paulistana radicada em Barretos (SP), avalia as características do circuito, diferente da principal prova do XTerra nacional, a etapa brasileira do Tour Pan-Americano, realizado anualmente em maio. "Esse circuito reduzido acaba deixando os atletas com o coração na boca do início ao fim. O percurso é curto em relação ao XTerra Brazil, mas com um nível técnico bem alto, principalmente no mountain bike. As principais subidas são mantidas no MTB e na corrida, ou seja, torna-se uma prova dura e ritmo intenso e explosivo", explica Laura. Os três atletas competem com os melhores componentes da Shimano para o Mountain Bike. Novidades Shimano

Em 2018, a Shimano fez o lançamento do tradicional grupo de ciclismo de estrada 105 R7000, totalmente remodelado: são novas tecnologias herdadas do Dura-Ace, alavancas de STI adequadas para mãos menores (de mulheres por exemplo) e freio a disco hidráulico - finalmente regulamentado pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Vale destacar que o ciclismo de estrada é uma modalidade bastante praticada por atletas de MTB, como complemento aos treinos. Também neste ano, a marca lançou o XTR M9100 e atendeu o pedido dos fãs com a configuração de 12 velocidades, trazendo muitas outras inovações. O grupo apresenta um cassete totalmente inovador com pinhões de amplo alcance de 10-45D ou 10-51D, freios com 2 ou 4 pistões, e um novo cubo com a nova tecnologia Shimano Micro Spline. Um novo projeto de configuração de freios e alavancas, que permite ao ciclista posicionar seus comandos, incluindo a alavanca de canote retrátil de selim “dropper post” XTR, em uma situação otimizada para máximo conforto e acionamento rápido.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

[ Últimas Notícias ]________________________