• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Formatura do Proerd de Ilhabela reúne 280 alunos de cinco escolas do Ensino Fundamental I

Cerimônia contou com a participação dos pais e responsáveis.

Foto: Divulgação/PMI

“Diga não às drogas!”. Este é o eixo principal do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas), que reuniu na sexta-feira (21), cerca de 280 crianças na quadra do PEII da Barra Velha, para a entrega dos certificados de conclusão do curso.

O Proerd é uma ação da Polícia Militar do Estado de São Paulo, que ministra aulas para as crianças, visando a prevenção ao uso de drogas. “Precisamos fazer a diferença na vida desses pequenos. Um trabalho que envolve não só o Poder Público, mas toda a família de nossas crianças e adolescentes. O Proerd tem o perfil de nossa gestão, isto é, cuidar da nossa gente”, declarou o prefeito Márcio Tenório.

Além da importância do programa, as autoridades presentes destacaram a presença dos pais ou responsáveis para a consolidação das ações e aprendizado. “É de grande valia a participação dos pais em qualquer ação que envolvam os seus filhos, e hoje vemos essas famílias aqui e isso nos emociona. A presença dos pais fortalece os vínculos familiares e as ações do Proerd”, destacou a secretária adjunta de Educação, Ana Paula dos Santos.

Os estudantes também aprovam os ensinamentos do Programa. “É muito educativo. Aprendemos que as drogas, inclusive as bebidas alcoólicas, fazem mal para as pessoas”, disse a aluna Gabriela Cardoso Lins, 11, aluna da E.M. José Antônio Verzegnassi.

A facilidade ao acesso às drogas é uma preocupação constante dos pais e do Poder Público. “O Proerd é muito interessante e deveria ser estendido para outras faixas etárias, principalmente para dar continuidade e acompanhar esses estudantes, frisando todas as lições aprendidas”, disse Elissandra Silva, mãe de aluno da E.M. Professora OphéliaReale.

O Proerd não é a única ação do município em relação à vigilância ao uso de drogas. “A prevenção é uma constante no município. Para o Fundamental I temos o programa da Polícia Militar, o Proerd que desenvolve atividades com alunos do 5º ano. Já para o Fundamental II, lançamos o A Ilha é mais Bela sem Drogas, salientou, Ana Paula dos Santos, secretária adjunta de Educação.

Além do trabalho com os estudantes de 5º ano, a Polícia Militar, também realiza visitas quinzenais às creches e escolas de Educação Infantil, com o projeto “Primeiro Encontro”. “Nesta ação, apresentamos o Léo (mascote do Proerd), para os pequenos, com o intuito de quebrar o medo que muitos deles têm de nós, policiais militares. A visita também permite que as crianças entrem nas viaturas e falem no rádio”, explicou o cabo Waldemar, professor do Proerd.

Anteriormente, a fantasia do boneco era emprestada da cidade de Caraguatatuba. Agora, o Programa, desenvolvido no arquipélago, conta com seu próprio mascote. “A Secretaria de Educação adquiriu uma fantasia que ficará sob a responsabilidade dos envolvidos no Proerd”, comentou Ana Paula. “O 1º Encontro acontecia a cada 15 dias, pois precisávamos pedir emprestado, agora com o nosso próprio boneco, será possível ao Programa promover mais encontros, dependendo, somente, da disponibilidade do projeto”, finalizou Ana Paula.

Investimentos

Presente no evento, o tenente Diniz destacou os investimentos da Administração em segurança pública. “Tivemos o aumento da Atividade Delegada, a compra de viaturas, motos e outros benefícios que colaboram com as nossas ações, ampliando com qualidade a segurança do município”.

Para se ter uma ideia da preocupação da atual Administração em proporcionar segurança aos moradores e visitantes, vale lembrar a criação do Departamento de Segurança Pública, um importante setor que define ações e atividades estratégicas junto com as Polícias Civil e Militar.

Isso, sem contar outros investimentos, a começar pela própria Atividade Delegada que proporciona um aumento no efetivo da Corporação bem como na remuneração, uma vez que os policiais militares recebem o valor de R$ 40,02 por hora trabalhada durante a Atividade Delegada, R$ 12,00 a mais que em anos anteriores, quando recebiam R$ 28,00. Um investimento anual de R$ 1.402.300,00.

Com o convênio da Atividade Delegada, o arquipélago passou a ter competência para investir em equipamentos para a Polícia Militar, como a aquisição de um etilômetro (R$ 8 mil), um decibelímetro (R$ 1 mil), quatro veículos 4×4 equipados com acessórios (R$ 480 mil), e duas motos também equipadas (R$ 46 mil).

Outro benefício, o Pró-Labore paga anualmente R$ 345 mil, no valor incidente a R$ 800,00 a cada policial militar efetivo local pela delegação da competência municipal de fiscalização de trânsito.

Já para manter o arquipélago seguro na alta temporada, a Prefeitura investe, ainda, na Operação Verão. São mais de R$ 1,4 milhão previstos para dar subsídios na hospedagem e alimentação ao reforço da Polícia Militar na Operação Verão 2018.

Ainda foi criado um projeto com a finalidade de conceder gratificação especial aos policiais civis lotados e em serviço ao município.

Dessa forma, com a criação da Gratificação Especial, foi possível que policiais civis, em dias de folgas, passassem a trabalhar a favor dos moradores e dos visitantes pelo arquipélago, deixando a cidade cada vez mais segura. O valor da gratificação mensal é de R$ 800,00.

Somando-se os convênios com as Polícias Civil e Militar, o investimento mensal é de aproximadamente R$ 160 mil.

[ Charge ]_______________________________