• G1 Vale do Paraíba e Região

Bloqueio na Tamoios sobrecarrega tráfego na Oswaldo Cruz

Rodovia que liga Ubatuba a Taubaté registrou congestionamento na subida da serra nesta segunda (11), durante todo dia. Não há previsão de liberação da serra da Tamoios.

Fechamento da Tamoios sobrecarrega tráfego na rodovia Oswaldo Cruz, alternativa aos motoristas

O fechamento da serra da rodovia dos Tamoios (SP-99), às 22h de domingo (10), provoca reflexo na Oswaldo Cruz (SP-125), alternativa aos motoristas. Por volta de 16h30 desta segunda-feira (11) havia congestionamento a partir da subida da serra. (veja vídeo)

A viagem levava, em média, o dobro do tempo. Em condições normais, a viagem de carro demora, no máximo, 1h30. Choveu durante todo o dia.

A Tamoios foi fechada, por motivo de segurança, depois que o acumulado de chuva superou 100 milímetros - esse é o limite estabelecido para obrigar o bloqueio.

Depois da interdição, a concessionária informou que houve deslizamento nos km 69,73 e 79. Não há previsão de reabertura do corredor.

O G1 apurou com a Polícia Rodoviária Estadual que o congestionamento, sentido Taubaté, vai do km 94 - no pé da serra - até o km 78, já no trecho de planalto, em São Luiz do Paraitinga.

Terceira vez

Esta é a terceira vez que a rodovia é interditada este ano. No dia 6 de fevereiro ela ficou fechada por um dia após fortes chuvas e no dia 19 de fevereiro por mais 12 horas por causa do acúmulo de chuva.

Além da rodovia Oswaldo Cruz, motoristas podem utilizar a Mogi-Bertioga como alternativa. O transporte escolar de alunos que moram em Ilhabela foi cancelado até a manhã desta terça-feira (12) devido à condição das estradas que dão acesso a Caraguatatuba e São José dos Campos.

Já em Caraguatatuba, as escolas da região norte tiveram aulas suspensas nesta segunda e terça devido à previsão de chuva.

Rio-Santos

Na rodovia Rio-Santos (SP-55), que cruza as cidades do litoral norte, duas quedas de barreira foram registradas no trecho de São Sebastião (SP).

Segundo o Departamento de Estradas e Rodagens (DER), o incidente mais grave foi na altura do km 115,8. No local, o tráfego flui por sistema 'pare e siga'.

"As equipes da Unidade Básica de Atendimento do DER e da Defesa Civil estão no local e trabalham para que o talude seja estabilizado", disse o DER em um trecho de nota.

Posts Relacionados

Ver tudo
[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.