• Da Redação

Caos, abandono e inundação em creche de Ubatuba

Profunda negligência e falta de respeito às crianças do berçário e creche provoca revolta em pais e moradores no Itaguá.

Foto: Reprodução

A EMEI Profa. Bessiê Ferreira Osório de Oliveira, que abriga cerca de 200 crianças, já vive esse pesadelo há mais de 3 anos. A prefeitura alega que a escola, inaugurada em 1995, precisa de uma reforma estrutural no telhado, mas crianças pequenas continuam expostas ao risco de doenças e choque elétrico toda vez que chove forte no município. (assista ao vídeo abaixo)

A situação leva ao desespero pais e os membros da comunidade escolar.

Segundo Bela Oliveira, mãe de aluna que frequenta a creche há 3 anos, a situação está insustentável. "Fui a reuniões na secretaria de Educação, na prefeitura, na secretaria de Obras, conversei diretamente com o prefeito: Nada! Nos dão as costas! Sei que eles sabem dos problemas, mas parecem que esperam por uma tragédia anunciada!”

“Minha filha estuda ali e quando começa a chover eu vou correndo buscar! Temo que com essa chuva toda que cai as crianças possam correr risco de eletrochoque ou de contaminação de outras doenças. Quando chove muito as aulas são paralisadas pois chove dentro do prédio e perde-se tudo. É o máximo da incompetência administrativa. Todos conhecem esse problema, mas nunca ele é tratado como prioridade”, afirma.

“Nossa última esperança é uma denúncia no Ministério Público, porque sabemos que o município administra um orçamento de cerca de 90 milhões e as escolas estão nessas condições deploráveis”, finalizou Bela Oliveira.

Em nota paliativa, a prefeitura declarou estar “viabilizando recursos para uma reforma”, mas não declara como e quando essa reforma será feita.

Posts Relacionados

Ver tudo
[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.