• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Ilhabela avança na universalização do saneamento básico no município

Redes coletoras e estação de tratamento de esgoto e reservatórios para captação, reservação e distribuição de água são algumas das obras em andamento.

Foto: Divulgação/PMI

A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, realiza o maior investimento em saneamento básico da história do município, cerca de R$ 160 milhões. Os trabalhos já estão em andamento e avançados, em busca da universalização do saneamento básico em Ilhabela.

Dentre as várias iniciativas e obras em andamento, podemos ressaltar a entrega de oito quilômetros de rede coletora de esgoto, entre o Piúva e Portinho. Ainda no Sul da ilha, o prefeito, Márcio Tenório, expedirá nesta sexta feira, 22 de março, ordem de serviço para início das obras de 24 quilômetros de rede coletora, do Julião ao Veloso. E no Norte, região do Siriúba, mais sete quilômetros de rede coletora serão executados nos próximos meses.

A Prefeitura está concluindo seis elevatórias de esgoto, sendo: duas na Costa Bela, uma no Reino, uma na Armação e duas na Santa Terezinha, que entrarão em funcionamento nos próximos meses. Outras 33 novas unidades elevatórias estão em fase de licenciamento e obras. Serão três no bairro do Ilhote/Piúva; seis na Feiticeira, Portinho e Julião, 18 na Praia Grande, Curral e Veloso e seis no Siriúba.

Falando em Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), o município terá quatro novas estações. A da Feiticeira, já licenciada pela Cetesb, com sistema terciário de tratamento. A do Itaquanduba, em fase de licenciamento, terá sistema secundário. E ainda as estações da Praia Grande e Siriúba, ambas com sistema terciário, que terão seus projetos executivos entregues pela Sabesp na primeira quinzena de abril. Com a entrega dos projetos, a Prefeitura dará andamento na fase de licenciamento.

A Administração está ampliando em seis vezes a captação, reservação e distribuição de água, com a construção de novos reservatórios para armazenamento. Hoje, no sistema Água Branca, existem seis reservatórios com capacidade de 4,1 milhões de litros de água, que passarão para 10,32 milhões de litros, com a construção de mais sete unidades. Já o sistema Pombo, na região Sul, passará de 150 mil litros de água para 3,5 milhões de litros, em três reservatórios. Após a conclusão dessas obras, Ilhabela terá um armazenamento de 13,87 milhões de litros de água.

“Assumimos o desafio de reduzir de 30 para seis anos o prazo da universalização do saneamento em nosso arquipélago. E estamos realizando o maior investimento da história de Ilhabela, com R$160 milhões, de Norte a Sul, para melhorar ainda mais a qualidade de vida da nossa população”, ressaltou Márcio Tenório.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.