• Fonte: Prefeitura de São Sebastião

Atletas de maratona aquática são queimados por águas-vivas em São Sebastião

Série de baterias ocorreu no último fim de semana no Balneário dos Trabalhadores. Nenhum dos 16 competidores queimados no domingo (31) sofreu ferimento com gravidade.

Competição foi no fim de semana no Balneário dos Trabalhadores em São Sebastião — Foto: Divulgação/Federação Aquática Paulista

Dezesseis atletas, participantes de maratonas aquáticas, foram queimados por águas-vivas no domingo (31) no Balneário dos Trabalhadores, em São Sebastião. Segundo a organização e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que atuaram em parceria, nenhuma das ocorrências foi com gravidade.

De acordo com a Federação Aquática Paulista, uma das responsáveis pelo evento, os ataques foram no período da manhã, durante uma das baterias. A competição não precisou ser suspensa.

As competições no Balneário dos Trabalhadores ocorreram a partir de sábado (30) na praia. Não houve registro de ocorrências com águas-vivas no primeiro dia.

A ambulância que atendeu os participantes no domingo foi contratada pela organização do evento - os atendimentos foram feitos no local e os pacientes liberados.

Além da 2ª etapa do Campeonato Paulista, também ocorreu a 2ª etapa do Campeonato Brasileiro de Maratonas Aquáticas e a Copa Brasil de natação.

Águas-vivas

Segundo o oceanógrafo Hugo Gallo, do Aquário de Ubatuba, é comum as águas-vivas nas praias do litoral norte paulista. Elas costumam ser encontradas próximas uma das outras e são arrastadas por correntezas.

"É comum água vivas principalmente nessa época, com a aproximação do inverno, por causa do resfriamento da água [ambiente favorável à presença desses animais]", afirmou.

Ainda segundo ele, após contato com águas-vivas, a orientação aos banhistas é molhar o local queimado com água do mar e procurar um pronto-socorro.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.