• Eduardo Cesar

Prefeitura de Ubatuba inicia operação do Castramóvel

Região Norte do município será o alvo prioritário do serviço que teve início nesta sexta-feira (24).

Foto: Divulgação/PMU

A população de cães e gatos da região Norte será o alvo prioritário das ações de esterilização a serem realizadas no Castramóvel, que começa a operar nesta sexta-feira, 24 de maio, a partir das 7h30, estacionado em frente a uma borracharia situada na Vila Gaivota, no Ubatumirim. O pré-cadastro dos animais está sendo feito de maneira volante, casa a casa, nesta quinta-feira.

A ação visa o controle de zoonoses como a leishmanioses visceral, a esporeotricose e a raiva humana. A região Norte foi escolhida para início da operação do Castramóvel pelas dificuldades de acesso da população desses bairros à região Central, onde estão localizadas a maior parte das clínicas e equipamentos adequados para a castração animal.

Atualmente, o Programa de Castrações da Prefeitura de Ubatuba é realizado em três frentes: por meio de clínicas cadastradas, pela atuação de um profissional de Veterinária contratado pela Prefeitura junto a ONGs e ao Centro de Referência Animal e pelo Centro de Controle de Zooneses (CCZ). Somente entre janeiro e abril de 2019, já foram esterilizados um total de 632 cães e gatos, o que corresponde a uma média de 158 animais por mês.

O novo veículo Castramóvel é resultante de destinação de verba do deputado Ricardo Izar e amplia ainda mais a possibilidade de controle de zoonoses. Para que fosse possível entrar em funcionamento, além da contratação de mais um veterinário, foram organizados itens como os insumos (anestesia, fios e EPIs – equipamentos de proteção individual, medicamentos), pontos de água e luz, licenciamento do veículo e caminhonete de transporte.

Na última Campanha Anual de Vacinação Antirrábica de Cães e Gatos foram vacinados quase 3 mil animais e estima-se que a população canina e felina do município seja de aproximadamente 16 mil animais.

Bem-estar animal

Pensando no bem-estar animal, ou seja, em ir além do combate a zoonoses, o gabinete da Prefeitura de Ubatuba fundou um grupo de trabalho entre as secretarias de Saúde e do Meio Ambiente para, em conjunto com o poder legislativo e a sociedade civil, criar e implementar um Programa Permanente de Controle Reprodutivo de Cães e Gatos.

“A criação de tal programa implica em considerar também medidas que visem a ampliação da arrecadação do município, seja por meio de recursos próprios (fonte 1), seja por fundos estaduais e/ou federais, bem como a inserção do mesmo nos planos plurianuais (PPA) e na Lei de Diretrizes Orçamentárias, em conformidade com a Lei de Responsabilidade Fiscal”, explica o chefe de Gabinete, Eugênio Zwibelberg.

Na Justiça

Recentemente, a Justiça determinou que a Prefeitura de Ubatuba invista R$ 240 mil em castrar, resgatar e abrigar cachorros e gatos abandonados no município, além de realizar 100 castrações por mês e promover, semestralmente, campanhas de incentivo à adoção responsável. Caso a decisão seja descumprida, a administração municipal será punida com multa diária de R$ 1 mil.

A ação, feita em nome da Associação Alma Vira-lata, foi ingressada após a prefeitura suspender as castrações. A decisão é em primeira instância e a prefeitura pode recorrer.

Posts Relacionados

Ver tudo
[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.