top of page
  • Fonte: Prefeitura de Caraguatatuba

Caraguatatuba tem mais um projeto na área de recursos hídricos aprovado pelo Fehidro

O projeto de controle e execução de monitoramento da barra da Lagoa Azul, aprovado oficialmente durante a reunião, consiste em uma medida para evitar ocasionais alagamentos no bairro em decorrência de chuvas e marés altas.

Foto: Divulgação/PMC

Caraguatatuba conquistou mais uma aprovação em projetos na área de recursos hídricos e contemplará a barra da Lagoa Azul, no canto Sul da praia do Capricórnio, localizada na região Norte do município. A reunião foi realizada na manhã desta sexta-feira (26/07) no auditório Maristela, na Fundacc, durante a II Reunião Plenária do Comitê de Bacias Hidrográficas de 2019.

O projeto de controle e execução de monitoramento da barra da Lagoa Azul, aprovado oficialmente durante a reunião, consiste em uma medida para evitar ocasionais alagamentos no bairro em decorrência de chuvas e marés altas. A verba cedida pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro) para a ativação do projeto foi de R$ 460.742,05, junto com a verba atribuída pela Prefeitura no valor de R$ 24.404,92, somou um total de R$ 485.146,97.

Será colocado na barra da Lagoa Azul um sensor para alertar possíveis riscos de enchente. O nível da água que acionará o alarme será decidido por especialistas que estudarão a profundidade da lagoa e, após o acionamento do alarme, a Secretaria de Serviços Públicos estará autorizada a realizar a abertura da barra, possibilitando o escoamento das águas, evitando alagamentos na região do Morro do Chocolate e Jardim Santa Rosa.

O secretário de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca, Marcel Luiz Giorgeti, participou da plenária e considera os projetos fundamentais para a cidade. “Nós corremos atrás e fazemos todo o possível para que estas obras tenham prioridade altíssima em nosso governo; trata-se de um mecanismo que auxiliará muito no monitoramento da lagoa Azul. Poderemos intervir sempre que necessário, impedindo enchentes e alagamentos na região. Isso significa muito mais segurança para a população”, completou.

O CBH-LN é presidido pelo prefeito de Ubatuba e é formado pelas Câmaras Técnicas de Educação Ambiental (CTEA), Saneamento (CTSAN), e Planejamento e Assuntos Institucionais (CTPAI), além dos Grupos de Trabalho de Agroecologia e Sistema Agroflorestais, Cobrança pelo Uso da Água, Comunidades Isoladas e de Segurança da Água.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

bottom of page