top of page
  • Da Redação

Resgatou um animal das ruas? Leve-o ao veterinário antes de levar para casa

A gente se compadece ao ver um cachorro ou gato sozinho nas ruas e precisando de auxílio. A vontade é sempre pegar e levar para casa. Mas, quem já tem um animal em casa, precisa ter alguns cuidados.

Mesmo que o pet aparente estar bem de saúde, ele pode estar infectado com algum vírus ou com alguma doença latente, ou seja, o animal já está contaminado, mas o agente causador está inativo no organismo do animal. Nesses casos, mesmo doente, o animal não apresenta sinais de que algo não vai bem com a sua saúde.

Algumas doenças, mesmo que o animal não apresente sintomas, são altamente contagiosas e colocam em risco a saúde dos outros animais da casa.

O correto nesses casos é levar o animal diretamente das ruas para uma clínica veterinária. Ele será avaliado e deverá fazer alguns testes que garantam a sua integridade física no momento e se ele está apto para ser levado para a sua casa.

Os testes indicados para os gatos são para detectar Fiv/FeLV, panleucopenia, esporotricose e giardíase.

Para os cães, os testes indicados são para detectar cinomose, brucelose, dirofilariose, leishmaniose, erliquiose, parvovirose e giardíase.

Todos os testes e exames laboratoriais são colhidos no consultório, o médico veterinário fará aqueles que achar necessário após consulta e exame clínico do animal. Quase sempre não é necessário realizar todos os testes, isso depende da avaliação do médico veterinário e da região onde o animal vive ou foi encontrado. Mas alguns são obrigatórios, como Fiv/FeLV e giardíase para os gatos e cinomose, parvovirose, coronavirose, erliquiose e giardíase para os cães.

Em caso de resultado positivo, o tratamento deve ser instalado e mesmo que você resolva levar o pet para sua casa, ele deve ficar isolado dos outros animais de forma que não exista risco de contaminação para os outros pets.

Quarentena e desinfecção

As determinações para a quarentena do animal e a desinfecção necessária devem ser seguidas à risca, conforme as informações passadas pelo médico veterinário.

Durante a quarentena, o pet deve ficar isolado dos outros animais da casa. E, dependendo da doença, um cuidado especial também deve ser observado com as roupas e a pele do tutor que entrem em contato com o pet doente. E, se deve ficar isolado, nada de rua para ele. Nem para os outros animais da casa, mesmo que eles não tenham tido contato algum.

A desinfecção é parte fundamental para garantir a saúde dos outros animais. Dependo do vírus causador da enfermidade, ele pode viver meses e, até mesmo, anos no ambiente. Portanto, economia de produtos saneantes não se aplica nesses casos. Para garantir um ambiente seguro para os pets que já estão na residência ou que possam vir a ocupa-la no futuro, todas as indicações de limpeza devem ser seguidas conforme as indicações do médico veterinário.

Posts Relacionados

Ver tudo
[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

bottom of page