• Fonte: Prefeitura de Caraguatatuba

Caraguá recebe medida para reduzir consumo excessivo de energia elétrica por meio do projeto de Gest

O cálculo é realizado levando em conta as lâmpadas, condicionadores de ar e aquecedores de piscina (caso o lugar tenha). Os computadores e aparelhos médicos não são incluídos na conta.

Foto: Divulgação/PMC

A Unidade de Gestão Energética Municipal de Caraguatatuba (UGEM) realizou na manhã esta quarta-feira, dia 14/08, uma saída a campo com o intuito de visitar lugares da cidade que consomem grande quantidade de energia elétrica.

O grupo faz parte do projeto de Gestão Energética Municipal (GEM) realizado pelo Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e tem apoio financeiro da EDP Bandeirantes. O projeto conta com servidores de diversas secretarias da Prefeitura de Caraguatatuba que são capacitados por meio de curso para elaborar planos de uso racional da energia elétrica, com ênfase na economia.

Hoje a equipe se reuniu para dar inícios às visitas técnicas em prédios públicos como o Centro de Especialidades Médicas de Caraguatatuba (Cem/Ceo), a Secretaria dos Direitos da Pessoa Com Deficiência e do Idoso (Sepedi), a Secretaria de Esporte e Recreação e o Paço Municipal. O objetivo é conseguir visitar todos os prédios públicos da cidade e calcular os gastos que eles têm com energia elétrica, elaborando assim, um plano de gestão que evite consumo excessivo.

O cálculo é realizado levando em conta as lâmpadas, condicionadores de ar e aquecedores de piscina (caso o lugar tenha). Os computadores e aparelhos médicos não são incluídos na conta.

O coordenador de esportes adaptados da Sepedi, Neyllor Rodrigues, que está envolvido com o projeto de Gestão Energética, afirmou a importância desse grupo para a cidade. “Nós estamos iniciando essa etapa do projeto e esperamos melhorar e reduzir consideravelmente os gastos exagerados. Quando colocarmos nossos planos em ação, teremos resultados muito positivos”, completou.

Esse projeto visa identificar os problemas e realizar uma ação que resolva a questão. Muitos dos prédios públicos que aparentemente “gastam” exageradamente a energia elétrica descobrem mais tarde que esse consumo pode ser melhor gerenciado com instalações feitas corretamente. Portanto, apenas projetos não são suficientes, é necessária a colaboração de todos.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.