• Eduardo Cesar

A Região Norte de Ubatuba e as 12 atrações para você visitar

Um dos locais mais bonitos e preferidos, tanto pelos moradores quanto pelos turistas, a região Norte de Ubatuba esconde verdadeiros tesouros que mais parecem pedaços do paraíso. Vale muito conhecer!

Itamambuca - Foto: Adriane Ciluzzo

Que Ubatuba é esplendorosa todo mundo já sabe. São tantas belezas naturais de norte a sul do município que fica difícil escolher a região mais bonita. Mas, para muitos, a região Norte de Ubatuba é um pedaço do paraíso. Listamos doze atrações sensacionais que todo morador ou turista precisa conhecer na região mais paradisíaca de Ubatuba.

Picos de surfe

Denominada “Capital do Surfe”, Ubatuba não deixa a desejar quando se trata de locais com excelentes ondas para a prática do esporte, que estão presentes em várias regiões da cidade. Entretanto, na região Norte, encontram-se grandes picos tradicionais, como a Praia Vermelha do Norte e a Itamambuca. Além dessas, quem é fã do esporte também pode se arriscar em praias como o Félix (canto esquerdo), Brava da Almada e Brava do Camburi.

Praia Vermelha do Norte - Foto: Adriane Ciluzzo

Praia do Alto

Quase deserta, trata-se de uma praia bem pequena, com cerca de uma faixa de areia de 250 metros de extensão. Seu acesso é bem íngreme, mas o visual é incrível e a recompensa é uma caminhada pela mata atlântica. Suas águas também são propícias para a prática de mergulho. Apresenta uma encosta rochosa com entorno arborizado.

Praia do Alto - Foto: Divulgação/PMU

Praia das conchas

Uma praia reservada, cujo acesso é feito por uma trilha partindo da praia do Félix ou por acesso via estrada com entrada na BR 101. Leva esse nome porque é repleta de conchas. Ainda compõem esse visual muitas pedras na orla, com entorno arborizado e mar de águas tranquilas e cristalinas.

Praia das Conchas - Foto: Divulgação/PMU

Prumirim (praia, ilha e cachoeira)

Prumirim é uma praia diversificada, sendo mais indicada para banho em seu canto esquerdo onde, inclusive, há uma lagoa. Uma das suas atrações, além dos quiosques para quem curte, é a travessia que leva à ilha que leva o mesmo nome da praia, considerado um excelente ponto de mergulho. Além disso, na pista BR 101, você pode encontrar a Cachoeira do Prumirim, lugar bonito e de fácil acesso, porém, atenção ao estacionar, pois muitas pessoas estacionam os carros no acostamento da rodovia, deixando os veículos sujeitos à multa pela PRF.

Ilha do Prumirim - Foto: Adriane Ciluzzo

Aldeias indígenas

É possível encontrar duas aldeias indígenas – sendo que uma delas, a aldeia Rio Bonito, é fruto do desmembramento recente da mais tradicional e conhecida, a aldeia Boa Vista. Lá, é possível agendar visitas para conhecer mais de perto a tradição indígena, conferindo inclusive, noite de ritual na casa de reza. Sem contar a natureza que envolve o lugar...

Se você visitar, vai entender porque o nome é Boa Vista – lá de cima é possível ver a ilha do Prumirim – uma visão realmente privilegiada!

Aldeia Boa Vista, no Prumirim - Foto: Divulgação/PMU

Sertão do Ubatumirim (agrofloresta de Juçara, cachoeiras do Tombador e da Lage)

O local é praticamente um “complexo turístico”. Lá, você pode passar o dia todo e ainda assim, terá coisas para fazer. Além da tradicional plantação de juçara – que não se restringe só ao cultivo, mas também viabiliza a colheita, extração e produção da polpa, e também conta com a realização de uma tradicional festa, ainda pode-se conferir muito da cultura caiçara, além do cultivo da mandioca, e visitar duas lindas cachoeiras: a do Tombador e a da Lage. Entretanto, para isso, recomendamos sempre a contratação de um Guia de Turismo credenciado, para garantir a segurança do passeio.

Colheita da Juçara - Foto: Divulgação/ABU

Almada (Almada, Engenho e Brava)

Muito conhecida por suas águas límpidas e tranquilas e por ser a sede de uma das festas mais tradicionais de Ubatuba – o Festival do Camarão – a Almada é uma praia que também apresenta um “plus”: pois possui a Praia do Engenho coladinha, com acesso apenas ao atravessar uma rocha, e a Brava da Almada – que exige trilha para ser visitada.

Praia da Almada - Foto: Divulgação/PMU
Praia Brava da Almada - Foto: Adriane Ciluzzo

Casa da Farinha

A Casa da Farinha fica no Sertão da Praia da Fazenda e leva este nome porque, desde 1986, o local, antiga usina de cana de açúcar e álcool, teve a roda d’água recuperada, e passou a ser usado por produtores locais de mandioca.

O passeio faz parte da rota quilombola – comunidade riquíssima em História e cultura. Uma verdadeira aula “na vida real”.

Casa da Farinha - Foto: Adriane Ciluzzo

Parque Estadual da Serra do Mar

O parque é a maior área de proteção integral da Mata Atlântica. Em Ubatuba, a área que corresponde a ele é a do Núcleo Picinguaba – um dos únicos trechos que atinge o nível do mar, formando paisagens lindas – que dão um baile quando se trata de litoral brasileiro. Cinco praias compreendem essa área: Camburi, Brava do Camburi, Picinguaba, Praia da Fazenda e Brava da Almada. Além disso, é um verdadeiro reduto de cultura tradicional.

Praia da Fazenda - Foto: Adriane Ciluzzo

Vila de Picinguaba

Se você deseja conhecer a cultura caiçara em sua raiz, um dos locais mais indicados é a Vila de Picinguaba. Lá, é possível ficar frente à frente com a tradição, mas mantendo a infraestrutura.

Picinguaba - Foto: Adriane Ciluzzo

Ilha das Couves

A Ilha das Couves passou de quase não visitada para superlotada nos últimos anos – muita gente diz que foi reflexo das redes sociais. O fato é que o lugar é realmente um pedacinho do paraíso. Entretanto, se não for devidamente preservado e sua capacidade simultânea de visitação respeitada, pode ser que não resista...

Cachoeira da Escada

Essa maravilha fica quase na divisa com Paraty – seu acesso é bem sinalizado na BR 101. A atração leva esse nome pois seu formato remete a degraus de uma escada e nela ainda é possível conferir a estátua de “Oxum”, orixá de água doce, e protetora do local.

Uma ótima opção de pausa para quem segue viagem, e um excelente destino para quem é amante das cachoeiras!

Lugares tão maravilhosos que dá vontade de correr para lá na próxima folga. Mas sempre com responsabilidade, alguns dos passeios, principalmente que os envolvem trilhas na mata, ilhas e cachoeiras, requerem a contratação de guias turísticos credenciados para que possam ser feitos em segurança. Vale lembrar que toda essa exuberância também precisa ser preservada e isso depende da boa educação de cada visitante, não deixe nada para trás a não serem suas pegadas.

Posts Relacionados

Ver tudo
[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.