• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Primeira oficina de Balneabilidade de Ilhabela será nesta terça-feira

O evento acontecerá no auditório do Paço Municipal e tem como objetivo esclarecer a população sobre os critérios de classificação das praias e apresentar as ações de melhoria na infraestrutura de saneamento previstas pelo município para os próximos anos.

Foto: Divulgação/PMI

A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, realiza no dia 27 de agosto, a primeira oficina municipal de Balneabilidade de Ilhabela, que será realizada das 14h às 18h no Auditório do Paço Municipal.

Com o objetivo de esclarecer a população do município de Ilhabela sobre os critérios de classificação das praias, apresentando como é realizado o monitoramento da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), bem como as ações de melhoria na infraestrutura de saneamento previstas pelo município para os próximos anos. “A balneabilidade é um assunto sério e estamos empenhados em sanar os problemas sobre esse assunto. Temos mais de 40 praias e precisamos mantê-las limpas, para que moradores, turistas e veranistas possam desfrutar de toda beleza de cada uma delas”, declarou a prefeita Maria das Graças Ferreira, a Gracinha.

O cronograma do evento contará com palestras da Cetesb e Sabesp, que estarão abertos a esclarecimentos e questionamentos.

A oficina é aberta para o público em geral e contará com a presença das autoridades municipais, Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte (CBH_LN), Superintendência das Unidades Sabesp de São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba, e as Secretarias Municipais de Meio Ambiente de São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba.

O encontro, contará com a presença da palestrante Dra. Claudia Zamparelli, bacharel e licenciada em Ciências Biológicas, mestranda em Ecologia, doutorada em Saúde Pública e Ambiental, extensão universitária em Capacitação Gerencial e Programa de Desenvolvimento de Habilidades e Competências Gerenciais. Com mais de 22 anos de experiência em gestão ambiental de qualidade das águas, ecologia costeira e estuarina, avaliação de impacto ambiental, monitoramento ambiental e emissários submarinos.

Segundo a secretária de Meio Ambiente, Maria Salete Magalhães, a Oficina de Balneabilidade é de grande importância e a realização do encontro em Ilhabela é essencial, para que todos entendam como é o processo de monitoramento, quais as ações que estão sendo desenvolvidas, quais os estudos apresentados e debater as soluções para os problemas da cidade.

Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte

O Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte (CBH-LN) foi instituído em 2 de agosto de 1997 pelo desmembramento do Comitê do Vale do Paraíba e do Litoral Norte, observando-se as diferentes características dessas áreas.

O CBH-LN abrange quatro municípios: Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela; a Secretaria Executiva está localizada na cidade de Ubatuba desde sua instituição.

A bacia é tida como de Conservação, mas possui alguns problemas característicos, tais como a carência de sistema de coleta e tratamento de esgoto, comum aos quatro municípios, o que resulta na principal fonte de poluição hídrica da região. Essa questão vem sendo discutida permanentemente.

A região possui grande número de organizações não governamentais, sociedades de classe, sindicatos, associação de moradores, motivados pelas interfaces dos assuntos de interesse econômico, saúde, meio ambiente e recursos hídricos.

A região do LN conta com predominância de áreas protegidas, sendo 80,75% das áreas consideradas de conservação integral, o que corresponde a cerca de 6,26% das áreas protegidas do estado de São Paulo.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.