• Fonte: Prefeitura de São Sebastião

Projeto “Horta Educativa” atende mais de 8.500 crianças da rede de ensino de São Sebastião

As crianças têm aulas teóricas e práticas, conceitos de educação ambiental, nutricional e valorização do meio rural. Atualmente o projeto contempla 23 escolas.

Foto: Andre Santos/PMSS

Visando conscientizar sobre o meio ambiente, e com objetivo de estimular e incentivar nas crianças o hábito saudável da alimentação, o Projeto ‘Horta Educativa’, desenvolvido pela Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria da Educação (SEDUC), Secretaria de Meio Ambiente (SEMAM) e Fundo Social de São Sebastião, atende aproximadamente 8.500 alunos da rede municipal de ensino.

O projeto atualmente contempla 23 escolas: EM Solange de Paula, EM Cynthia Cliquet Luciano e EMEI Pônei Azul, ambas no bairro da Enseada e EM Professora Joana Alves dos Reis, Emei Mundo Encantado, Creche Diva Bernardino, no Canto do Mar, todas na costa norte. Na região central, EM Walfrido Maciel Monteiro e Emei Pingo De Gente, no Morro do Abrigo; EMEI Chapeuzinho Vermelho, São Francisco, EM Henrique Botelho e E.M. Prof. Dr. José Machado Rosa, na Vila Amélia, E.M. Professora Patrícia Viviani Santana, na Topolândia e em Profa. Luiza helena de barros, Barequeçaba, na costa sul, E.M Profª. Edileusa Brasil Soares de Souza, Maresias, Profe. Antônio Luiz Monteiro, EM Profa. Guiomar Aparecida da Conceição Souza e EMEI Alegria das Crianças, todas em Boiçucanga, Emei Pir-Lim-Pim-Pim, E.M. Maria Virgínia Silva, E.M. Prof.ª Sebastiana Costa Bittencourt, em Barra do Una, E.M. Nair Ribeiro De Almeida, de Juquehy, E.M. Vilma Aparecida De Almeida e Emei Carrossel, em Boracéia.

As crianças têm aulas teóricas e práticas, conceitos de educação ambiental, nutricional e valorização do meio rural. As atividades nas hortas são desenvolvidas por uma equipe de multiplicadores, que são educadores e professores da rede municipal. As hortaliças, ervas, chás e temperos, tais como, rúcula, alface, salsinha, cebolinha, manjericão, e outros, são utilizados na alimentação escolar, e os alunos também podem levar para casa.

O projeto começou em 2018, na rede municipal de ensino. As primeiras escolas a receberem as hortas foram a EM Solange de Paula, na Enseada, Costa Norte e EMEI Chapeuzinho Vermelho, bairro São Francisco, Região Central.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.