• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Residência do primeiro morador beneficiado com o programa 'Casa Caiçara' será entregue sexta

Essa é a primeira casa finalizada, de cinco licitadas. O “Casa Caiçara” prevê a execução global da obra, com fornecimento de material, equipamentos e mão de obra, de acordo com projeto arquitetônico fornecido e em acordo com a legislação específica sobre Habitação Social nas Comunidades.

Foto: Divulgação/PMI

Representantes da Comissão Técnica das Comunidades Tradicionais (CTCT), coordenados pelo presidente e arquiteto da Prefeitura, Julio Secco, realizaram, recentemente, visita técnica de conclusão da obra do primeiro morador favorecido pelo programa “Casa Caiçara”, na Comunidade Tradicional do Saco do Sombrio.

A moradia será inaugurada e entregue na próxima sexta-feira (13), às 13h30, como parte da extensa programação em comemoração ao aniversário de 214 anos de Emancipação Político-Administrativa da cidade.

Essa é a primeira casa finalizada, de cinco licitadas. O “Casa Caiçara” prevê a execução global da obra, com fornecimento de material, equipamentos e mão de obra, de acordo com projeto arquitetônico fornecido e em acordo com a legislação específica sobre Habitação Social nas Comunidades.

A CTCT informa que a construção segue a tipologia tradicional das moradias caiçaras, utilizando tecnologia e materiais sustentáveis, sendo uma edificação com critérios de sustentabilidade, tendo como principais características: estrutura e cobertura com madeira de eucalipto tratado e de reflorestamento; portas, janelas e deck com madeira de pinus tratado e de reflorestamento; forro de bambu em trama, tratado; geração de energia fotovoltaica; captação e reúso da água da chuva; esgoto com tratamento por biodigestor e sumidouro; aquecimento solar da água do chuveiro; iluminação e ventilação natural; iluminação artificial por lâmpadas LED e tijolo e reboco de solocimento.

O projeto da obra inclui 33,5m² de área construída.

“Casa Caiçara”

Com o Programa, criado por meio da Lei 1.338, de 26 de dezembro de 2018, a Administração está autorizada a construir e doar moradias para famílias caiçaras de baixa renda. As moradias inseridas nesse programa são consideradas imóveis sem condições de reforma devido a problemas estruturais.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.