• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

E.M. Dr. Salvador Arena de Ilhabela recebe palestra sobre 'Posse Responsável'

A proposta do projeto é contextualizar a presença de emoções nos animais; reconhecer e diagnosticar quais atitudes das crianças e adolescentes em relação à posse responsável de animais de estimação e o que eles avaliam sobre o que é certo e errado para com os animais, além de incentivar a adoção consciente, como forma de reduzir o abandono.

Foto: Divulgação/PMI

Cuidar de bichinhos de estimação não é brincadeira! Por isso, a Prefeitura de Ilhabela, por meio das Secretarias de Saúde e Educação, segue com o projeto sobre “Posse Responsável” para os alunos das escolas municipais. Dessa vez, o encontro foi realizado na E. M. Dr. Salvador Arena, na Barra Velha.

A proposta do projeto é contextualizar a presença de emoções nos animais; reconhecer e diagnosticar quais atitudes das crianças e adolescentes em relação à posse responsável de animais de estimação e o que eles avaliam sobre o que é certo e errado para com os animais; estimular a adoção consciente, como forma de reduzir o abandono; conscientizar crianças e adolescentes na posse responsável, desde a aquisição e cuidados do filhote até a sua morte e incentivá-las a cuidar corretamente de seus animais, despertando este conceito desde a infância. “É o segundo ano do projeto e é um sucesso entre as crianças que aprendem, desde muito cedo, sobre a responsabilidade de cuidar dos animais de estimação. Os bichinhos crescem, ficam doentes, envelhecem e precisam de atenção e carinho como todos nós”, declarou a prefeita Maria das Graças Ferreira, a Gracinha.

Os alunos das E. M. Dr. Salvador Arena prestaram muita atenção à palestra ministrada por Fabrizia Polimeno Bonesso, médica veterinária e idealizadora do projeto. “Somos responsáveis pelos animais que levamos para nossas casas e temos o dever de promover o seu bem-estar físico e mental; fornecer os cuidados básicos como abrigo, alimentação adequada, higiene, afeto, exercícios, vacinações, vermifugação, entre outros”, salientou a veterinária.

As crianças são excelentes disseminadoras de conteúdo, colaborando e fortalecendo as ações que aprendem na escola. Por meio da educação continuada, menos animais serão soltos nas ruas, diminuindo a transmissão de doenças, proliferação de dejetos animais e diminuição da procriação descontrolada. Dessa forma, a população tem condições para melhorar a relação do ambiente em que vivem. “Esperamos que essa experiência torne-se gratificante para todos os envolvidos, motivando a sua continuidade, e que realmente as crianças absorvam o conteúdo e levem para a vida delas”, finalizou Fabrizia.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.