top of page
  • Da Redação

Férias chegando. Está aberta a temporada de abandonos

É triste, mas é a pura realidade. Todo fim de ano, e também as vésperas de feriados prolongados, são as temporadas de abandonos de animais, que aumentam consideravelmente em épocas de crise como a que atravessamos no momento.

É triste, mas é a pura realidade. Todo fim de ano, e também as vésperas de feriados prolongados, são as temporadas de abandonos de animais, que aumentam consideravelmente em épocas de crise como a que atravessamos no momento. - Foto: Divulgação

Muitas adoções são feitas no impulso, a gente sabe disso. E quando a pessoa que adotou não tem responsabilidade, quem sofre é o pet.

Nessa época, não é difícil de encontrar pelo caminho vários animais que são abandonados porque os tutores estão programando viagens para o fim de ano e férias e não querem gastar com hotéis ou pet sitters (profissionais que cuidam dos animais em suas casas enquanto os tutores estão ausentes).

Quando se adota um animal é preciso saber que essas situações poderão ocorrer. E, se você não pode levar o animal nas viagens, é preciso encontrar alguém de confiança para cuidar dele. Ou então, contratar quem cuide ou deixá-lo em algum hotel para animais de estimação.

Mas, o que mais tem por aí são pessoas irresponsáveis e despreparadas que largam o animal em qualquer canto, de preferência bem longe de casa para que ele não encontre o caminho de volta.

A maioria dos animais abandonados, vai acabar sofrendo ou morrendo por algum acidente, envenenamento ou por ser incapaz de garantir a própria sobrevivência, já que vivia sob a tutela de alguém ou de alguma família. - Foto: Divulgação

Épocas de crise têm mais abandono

Infelizmente, não importa a época do ano, os animais são muitas vezes negligenciados pelos próprios tutores quando se vive uma época de crise na economia.

A maioria dos animais abandonados, vai acabar sofrendo ou morrendo por algum acidente, envenenamento ou por ser incapaz de garantir a própria sobrevivência, já que vivia sob a tutela de alguém ou de alguma família.

Se você se deparou com um animal abandonado, em qualquer época e por qualquer motivo que seja, tente melhorar a vida dele.

Agora, se você é o tutor e está passando por uma situação delicada, seja financeira ou de moradia, causada pela crise, tente manter o animal o máximo que você puder. Adeque a ração ou a alimentação e lembre-se que para o animal, o importante é ter você por perto.

Mas, se não consegue mais cuidar dele de forma alguma, a sua responsabilidade é encontrar um novo lar para ele. Pode parecer difícil, mas de verdade, é mais fácil do que você pensa. E lembre-se: abandono é crueldade e é crime também, passível de multa e apreensão.

Como identificar se o animal foi abandonado?

Se você não presenciou o abandono, mas de repente, se depara com um animal novo nos arredores da sua residência, existem alguns sinais que podem ajudar a identificar a situação do pet.

Não é regra, mas fique atento a estes sinais:

  1. Nos primeiros dias, um animal abandonado não sai do local onde foi deixado. Isso porque ele espera pelo retorno do tutor. Só vai sair atrás de comida e água e voltar em seguida.

  2. Depois de algum tempo, ele passa a entender que talvez o tutor não volte e começa a explorar a região, mas sempre volta todos os dias ao local em que foi abandonado.

  3. Alguns, pela incapacidade de suprir as necessidades nutricionais ou até mesmo por doença, começam a apresentar um emagrecimento rápido.

  4. Sem lugar para morar, ele escolhe alguns pontos para se esconder como casas vazias ou em construção, arbustos ou algum outro local que lhe ofereça um certo abrigo.

  5. Se ele foi abandonado ou está perdido, não tem lugar para ficar. Portanto, é comum vê-lo na rua mesmo em situação de mau tempo, como logo no início ou após chuvas, ventanias e frio ou calor intensos.

Se você se deparou com um animal e suspeita que ele tenha sido abandonado, tente resgatar e procurar uma nova família para ele. Lembre-se, ele não vivia nas ruas, portanto, a situação é completamente nova e assustadora para ele.

Lógico que cada um tem suas próprias limitações. Se você não tem espaço ou condições de fazer lar temporário, tente encontrar alguém que o adote ou ofereça o lar temporário enquanto você procura uma nova família para ele. Às vezes, até mesmo quem fez o lar temporário acaba se interessando por adotar o animal.

Se isso também não for possível, pelo menos ofereça ração e água diariamente ao animal. E tenha certeza que ele comeu. Como ele tinha família, ele não sabe se virar na rua. Um animal abandonado, muitas vezes, morre rapidamente por não saber como se virar ou se impor nas ruas. Sem falar nos perigos dos carros, motos e pessoas cruéis.

Sabemos que não é fácil, mas tente resolver a situação com a qual você se deparou da melhor forma possível, ajudando o pobre animal. Quem sabe num futuro bem próximo ele encontre uma vida nova e com dignidade.

E lembre-se, ao presenciar um abandono anote a placa do carro e faça a denúncia na Depa (http://www.ssp.sp.gov.br/depa). Se conseguir fotografar, melhor ainda! Abandono de animais é crime!

Como identificar se o animal foi abandonado? - Foto: Divulgação

Posts Relacionados

Ver tudo
[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.

bottom of page