• Da redação

Decisão sobre novo empréstimo do Governo Sato é adiada em Ubatuba

Após pressão popular, os vereadores adiaram para próxima sessão ordinária (17) o projeto de Lei 93/2019 que autoriza um novo empréstimo no valor de R$ 10 milhões para a Prefeitura de Ubatuba.

Após pressão popular, os vereadores adiaram para próxima sessão ordinária (17) o projeto de Lei 93/2019 que autoriza um novo empréstimo no valor de R$ 10 milhões para a Prefeitura de Ubatuba.

Na sessão desta terça-feira (10), sob sons de apitos e uma população indignada que compareceu à Câmara Municipal, os vereadores adiaram para próxima sessão legislativa a votação do projeto de lei do Executivo que autorizaria um novo empréstimo no valor de R$ 10 milhões, através do programa FINISA, junto à Caixa Econômica Federal, para a prefeitura de Ubatuba.

O projeto de lei, que pretendia realizar nova operação de crédito, teria a mesma finalidade de outro projeto já autorizado no ano passado pela Casa Legislativa.

Através da lei número 4120, em 2018 Délcio Sato contraiu uma dívida de R$ 20 milhões para a pavimentação de ruas da cidade. Essa dívida começará a ser quitada apenas a partir de 2020.

O projeto desta semana foi adiado por uma sessão, mas, segundo o jornalista Ednelson Prado, a população deve ficar atenta "o adiamento da votação do empréstimo é uma pequena vitória, porque inicialmente, a aprovação era tida como certa. O povo mostrou mais uma vez a sua força. Mas não podemos descuidar, temos de estar atentos, para que uma sessão extraordinária ou algo do tipo, não ocorra e aprovem (o empréstimo) pelas costas do povo.” Ainda segundo Prado, “o melhor é continuar em vigília e cobrando os vereadores”, completou.

Questionamentos sobre como foi gasta a verba do empréstimo de R$ 20 milhões para recapeamento e recuperação de ruas, quais ruas receberam os serviços (bem como a qualidade desses) e comentários gerais sobre o estado de abandono da cidade também permearam os debates dos munícipes: “Absurdo! Por que desperdiçou tanto dinheiro trocando bloquete por bloquete no Perequê-açu, colocando poste de luz na areia da praia, trocando tijolos intactos do calçadão por concreto? Gestão zero, percepção de prioridades ZERO”, afirmou um munícipe indignado através de rede social.

Segundo um colaborador da Prefeitura, dos "R$ 20 milhões emprestados no ano passado apenas R$ 7 milhões foram licitados, outros R$ 13 milhões ainda estão em processo de licitação. Ao todo, nesse primeiro pacote estão incluídas 120 ruas e no total, quase 500 ruas, além de bloquetamentos e estrutura pluvial. Estes R$ 10 milhões adicionais seriam para completar a infraestrutura”, afirmou.

A votação do novo empréstimo de R$ 10 milhões acontecerá durante a 38ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Ubatuba que irá se realizar na próxima terça-feira, 17 de dezembro, às 19 horas.

Posts Relacionados

Ver tudo
[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.