• Da Redação

Decoração de natal pode oferecer risco aos pets

A época mais gostosa do ano pode oferecer perigos aos animais de estimação. Sem supervisão, enfeites natalinos inadequados podem causar prejuízos à saúde dos pets. Confira o que fazer para decorar sua casa com segurança.

A época mais gostosa do ano pode oferecer perigos aos animais de estimação. Sem supervisão, enfeites natalinos inadequados podem causar prejuízos à saúde dos pets. Confira o que fazer para decorar sua casa com segurança.

Já chegou novamente a época mais gostosa do ano: enfeitar a casa e esperar pelo Natal.

Mas, para quem tem pet que “toca o terror” é sempre bom ter alguns cuidados.

  1. Se o seu pet é daqueles que adora se pendurar ou atacar a árvore de Natal, uma dica é iniciar um treinamento com a técnica de reforço positivo para que ele se acostume a deixar a árvore em paz.

  2. Dê preferência para enfeites de madeira, feltro ou plástico super-resistente e inquebrável, como resina.

  3. Evite enfeites de vidro ou de plásticos que se tornam cortantes ao serem quebrados.

  4. Se o pet, cachorro ou gato, adulto ou filhote, é do tipo “boquinha nervosa” que rói tudo o que encontra pela frente e costuma passar muito tempo dentro de casa, os mais indicados são os enfeites de feltro ou pelúcia. Assim, ele não corre nenhum risco de se ferir, quando não houver alguém para socorrê-lo.

  5. Uma boa dica para tirar a atenção sobre os enfeites é, sempre que chegar com novas compras de decoração para enfeitar a casa, trazer também um brinquedo seguro ou um petisco para o pet e entrega-lo para o animal antes de desembrulhar os enfeites. Assim, ele aprende o que é dele e deixa os seus em paz.

  6. Para quem tem cães, a dica é deixar os enfeites em lugares mais altos, onde o pet não consegue alcançar. Para quem tem gatos, isso não funciona. A única maneira é adestrar o gato para evitar surpresas. Ou procurar por brinquedos para gatos com cara de enfeites de Natal. Pode não ser a melhor decoração, mas pelo menos, se mantém até o Natal.

  7. As famosas luzinhas devem ser acesas apenas quando os tutores estiverem em casa. E devem ser ligadas em tomadas colocadas no alto. Quando não estiver em casa ou quando o pet ficar sozinho dentro de casa lembre-se de desconectar o plugue da tomada para evitar que o pet roa o fio e seja eletrocutado. Aliás, esse é um cuidado que deve ser tomado com qualquer fio elétrico de aparelhos que não estejam sendo utilizados no momento, esteja você em casa ou não.

  8. Se for utilizar enfeites externos, certifique-se de que não estejam ao alcance do pet. E evite enfeites de materiais cortantes como latão ou plásticos finos.

No mais, a supervisão e a precaução são sempre boas conselheiras. A palavra NÃO, dita de forma firme e serena, bem na hora em que se percebe que o pet vai cometer o delito, é a maneira mais rápida de condicionar o pet a não o cometer. E pode ajudar bastante a manter a decoração da casa e a integridade física do pet intactas até o depois do Ano Novo.

A época mais gostosa do ano pode oferecer perigos aos animais de estimação. Sem supervisão, enfeites natalinos inadequados podem causar prejuízos à saúde dos pets. Confira o que fazer para decorar sua casa com segurança.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.