• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Festival de Abertura da Temporada de Mar e Mergulho é sucesso em Ilhabela

O evento marca o começo do período mais adequado para a prática de atividades náuticas na região.

Festival de Abertura da Temporada de Mar e Mergulho é sucesso em Ilhabela - Foto: Ronald Kraag

Com uma piscina ilustrando o fundo mar e chamando a atenção de todos que passavam por ela onde ilustrava a pratica de mergulho, no Centro Histórico da Vila, foi realizado o Festival de Abertura da Temporada de Mar e Mergulho, realizado pela Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretarias de Desenvolvimento Econômico e do Turismo e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), entre A sexta-feira (6) e domingo (8).

Ilhabela é rica em tesouros naturais e históricos até em suas profundezas, o arquipélago do Litoral Norte Paulista é um dos destinos mais procurados entre mergulhadores do Brasil e do exterior. Todos os anos, chegam em busca do acervo de fauna e flora da costa, com grande variedade de espécies de peixes, corais, tartarugas marinhas, entre outros, além da possibilidade de explorar relíquias devido ao grande número de navios naufragados.

E para ressaltar essa beleza, foi realizada a abertura da Temporada de Mar e Mergulho, no Centro Histórico da Vila, em terra firme e avançou para o mar, marcando o começo do período mais adequado para a prática de atividades náuticas na região. As atrações e atividades foram abertas ao público e contaram0 com uma programação para atrair praticantes das diferentes modalidades de mergulho, de novatos aos mais experientes, juntamente com empresas da região relacionadas ao tema e de diferentes partes do Brasil, além da participação do ICMBio.

A secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Bianca Colepicolo, ressaltou a importância de o arquipélago expandir as formas conhecer a cidade “Em Ilhabela você pode tranquilamente percorrer as praias, mas é quando queremos sair do comum e ir um pouquinho além de simplesmente caminhar pela areia. Por isso, veio a ideia de enaltecer a mergulho na cidade, porque assim os visitantes podem apreciar todas as belezas da Ilha e tornar a cidade ainda mais atrativa” ressaltou.

Nos três dias do evento, o Centro Histórico da Vila recebeu estandes de empresas relacionadas ao mergulho, de cursos, equipamentos, do ramo náutico e esportivo, operadoras de turismo, órgãos públicos, ONGs, entre outras. Foram realizados seminários e discussões sobre o tema e educação ambiental, exposição fotográfica. Um dos pontos altos da programação são as visitas ao Refúgio de Alcatrazes.

Na sexta-feira (6), foi realizada a abertura oficial com a presença do Presidente do Consórcio Turístico Circuito Litoral Norte de São Paulo o Felipe Augusto, Kelen Leite do ICMBio Alcatrazes, Nicole Facuri, coordenadora-geral de Meio Ambiente, Cultura e Economia Criativa do MTur, Diego Hernandes, Diretor Regional: Litoral Norte, Baixada Santista, Vale do Paraíba e Mantiqueira, Fundação Florestal e o Prof. Dr. Fabio Motta: Professor Adjunto da Universidade Federal de São Paulo, Departamento de Ciências do Mar, acompanhados da mediadora Mediadora do evento Bianca Colepicolo, ao fim da abertura, o grupo Quadrifonix a gitou a primeira noite do evento.

As Expedição para Alcatrazes começaram volta das 10h, na manhã do sábado (7), com uma visita ao arquipélago com Trilha Sub e Trilha Virtual. No período da tarde ocorreram palestras com os temas: Nadando 40K do Continente até Alcatrazes, Importância da regionalização do Turismo (Circuito Litoral Norte), A natureza e você: sugestões para melhorar essa parceria, Mergulho de mínimo impacto, estudando o alien: um case sobre as pesquisas sobre o coral-sol em Alcatrazes, Aloha Spirit: o maior evento aquático do mundo influenciando bons hábitos e desmistificando os tubarões, por Lawrence Wahba. O grupo Camisa de Vênus com o projeto Toca Raul, ficaram por conta de animar a noite.

No domingo (8) ocorreu a Expedição Alcatrazes com visita ao arquipélago entre 10 e 13h e Trilha Sub e Trilha Virtual e NAUI Tanque de Mergulho e Sea Sheperd com a Operação Ondas Limpas: Consumo Consciente.

Criado em 2016, o Refúgio de Alcatrazes está localizado a cerca de 40km da costa, em mar aberto, e possui uma área de 67.409 hectares. É uma unidade de conservação de proteção integral, com um importante papel na conservação da biodiversidade e na reposição dos estoques pesqueiros do Estado de São Paulo.

Com grande biodiversidade marinha e insular, Alcatrazes atrai mergulhadores do Brasil e do mundo. Durante o mergulho pode-se observar peixes recifais: como as garoupas e os bodiões, cardumes de enxada, tartarugas e corais. Os golfinhos e as baleias podem ser um bônus ao turista, já que podem ser avistados durante o deslocamento à ilha.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.