• G1 Vale do Paraíba e Região

ICMBio autoriza mergulho noturno e pernoite no arquipélago de Alcatrazes

Local concentra a maior quantidade de peixes do sudeste brasileiro e foi aberto para visitação em 2018.

ICMBio permite mergulho noturno e pernoite no arquipélago de Alcatrazes — Foto: Divulgação/ICMBio

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) passou a permitir atividades de mergulho noturno e pernoite embarcado no arquipélago de Alcatrazes, em São Sebastião (SP), litoral norte de São Paulo.

O local concentra a maior quantidade de peixes do sudeste brasileiro e foi aberto para visitação em 2018. O arquipélago também é conhecido por ser uma área de aparecimento de baleias, aves marinhas, golfinhos e tartarugas.

Atualmente, já é possível fazer atividades de mergulho durante o dia no local, exclusivamente com empresas autorizadas pelo ICMBio. Durante a atividade é possível avistar algas, corais, tartarugas marinhas, tubarões, baleias e golfinhos.

Segundo o instrutor Ricardo Correia, a permissão do mergulho noturno deve facilitar a observação de diferentes espécies de animais marinhos.

“Ao entardecer e ao amanhecer começa a aparecer uma vida marítima diferente. Têm peixes com hábitos diurnos que somem, e aparecem os de hábitos noturnos, como lagosta, polvo, moreia”, explicou.

A pernoite embarcada é feita pela empresa Colonia Diver, de Ilhabela (SP). Pelo serviço, o visitante pode embarcar às sextas-feiras, após às 18h, seguindo para Alcatrazes na manhã de sábado. No local, são feitos dois mergulhos durante o dia e um durante a noite, sendo permitido ficar até às 21h na água. Também há a disponibilidade de realizar dois mergulhos aos domingos pela manhã.

O passeio custa R$ 2.500 e estão inclusas além das atividades, hospedagem e pensão completa. Cada embarcação disponível comporta 12 pessoas. A lista com as empresas autorizadas a explorar o turismo no local está disponível no site do ICMBio.

Alcatrazes

O Refúgio de Alcatrazes fica no litoral norte do estado de São Paulo e abriga mais de 1300 espécies, 100 delas sofrem ameaça de serem extintas. Segundo o ICMBio, o local também possui o maior ninhal de Fragatas do Atlântico Sul e é área de alimentação, reprodução e descanso para mais de 10 mil aves marinhas.

O Arquipélago de Alcatrazes pode ser visitado em qualquer época do ano, mas entre os meses de novembro e maio há melhores condições climáticas para navegação e mergulho. Já no período de outono inverno é melhor para avistar baleia-jubarte e aves marinhas.

Arquipélago tem grande variedade de animais — Foto: Divulgação/Estação Ecológica Tupinambás

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.