• Fonte: Prefeitura de Ilhabela

Sabesp coloca construção de ETE da região central de Ilhabela no plano de investimento

Prefeita Gracinha reiterou ontem que não abre mão das estações de tratamento de esgoto em todo o município.

Foto: Divulgação/PMI

A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), na manhã desta sexta-feira (17), informou que acatará a determinação da prefeita, Maria das Graças Ferreira, a Gracinha, e colocará no Plano de Investimento de Ilhabela a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) para atender a população da região central.

Ontem a prefeita havia reiterado posição de que não assinaria a renovação do contrato com a companhia caso a adequação do texto não fosse feita. A prefeita quer estações em todo o município para agilizar a meta de universalização, fundamental para assegurar a melhoria da balneabilidade.

A Sabesp informou que ainda hoje protocolará na prefeitura a mudança do texto do Plano de Investimento. O diretor de Sistemas Regionais da Sabesp, Ricardo Borsari, comunicou a Prefeitura de Ilhabela sobre o envio de uma nova minuta para a audiência pública, contemplando no plano de investimentos também a construção dessa ETE.

A construção da estação de tratamento terciária, que atenderá aproximadamente 70% da região central do município, não alterará as questões financeiras já apresentadas. Assim, a Sabesp propõe estações de tratamento para toda a área urbana para atender os anseios e necessidades dos moradores.

Após a informação da Sabesp, a prefeita reiterou que continuará acompanhando os trâmites legais da aprovação do plano e política pública de saneamento, para assegurar solidez à base legal de todo o procedimento, lembrando que o plano de investimento será submetido à apreciação da população em audiências públicas que serão confirmadas pela prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente.

A prefeita falou sobre a transparência no procedimento. “As audiências têm o objetivo de informar a população sobre o contrato e abrir espaço para manifestação pública”, explicou Gracinha Ferreira.

Mackenzie

A atualização, em 2019, do Plano Municipal de Saneamento, desenvolvido pelo Instituto Mackenzie, com consulta à população por meio de audiências públicas, representou um grande avanço na área, porque propõe grandes iniciativas voltadas à universalização do saneamento básico no arquipélago, como as estações de tratamento para toda a cidade e construção de dois grandes reservatórios de água para solucionar o problema do abastecimento no município.

[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.