• Da Redação

É importante estimular a ingestão de água mesmo no verão

A maioria dos pets, cães ou gatos, aumenta a ingestão de água em épocas mais quentes. E isso é ótimo. Mas todo tutor pode dar uma forcinha para facilitar esse aumento da ingestão de água pelos pets. Espalhar vários bebedouros por onde o pet passa, colocar gelo na água ou misturar mais água na ração úmida são dicas fáceis e eficazes. Confira.

É importante estimular, em cães e gatos, a ingestão de água mesmo no verão - Foto: Divulgação

Todo tutor que presta um pouco mais de atenção no pet já sabe que os dias de calor são os dias em que o consumo de água pelo pet aumenta consideravelmente. E isso é ótimo. Quanto mais água o pet bebe, menor o risco de desenvolver infecções e outros problemas no trato urinário, como pedras na bexiga ou nos rins.

Manter o corpo hidratado é muito importante para cães e gatos porque também ajuda a regular a temperatura corporal, dificultando alterações.

Mesmo assim, tem pet que tem “preguiça” de beber água, principalmente alguns gatos. Para os preguiçosos ou os nem tanto, quanto mais oportunidade eles tiverem, mais líquido irão beber.

Confira as dicas que podem ajudar a estimular ainda mais a ingestão de água pelo pet:

  1. Passeios e brincadeiras esquentam o organismo e isso faz com que o pet beba mais água durante e após os passeios e as brincadeiras para regular a temperatura e matar a sede. Invista neles!

  2. Deixe vários potes de água onde os pets costumam ficar. Dentro e fora de casa também. É importante para evitar a preguiça de sair de um lugar atrás do bebedouro e o ato de beber água ficar só na intenção.

  3. Tem pet que gosta mais de água em temperatura ambiente, por outro lado, existem aqueles que preferem uma água sempre mais fresca. Para esses, faça gelo em potes de plástico e coloque nos bebedouros, principalmente na parte da tarde, horário em que a temperatura sobe ainda mais.

  4. Troque a água todos os dias, mesmo que o bebedouro esteja cheio. Tem muito cachorro que não gosta de beber água que ficou parada de um dia para o outro, mas essa dica é especial para os tutores de gatos. Eles são muito mais exigentes com relação à qualidade da água.

  5. Para os gatos, especialmente aqueles que gostam de beber água diretamente da torneira, vale sempre os bebedouros do tipo fonte. E coloque umas pedrinhas de gelo para refrescar a água e parecer que ela tivesse saído da torneira.

  6. Para os pets saudáveis ou que não possuem nenhuma restrição à ingestão de proteína, invista nas rações úmidas misturadas com um pouco de água fresca. Essa dica só não vale para animais que possuem problemas cardíacos, hepáticos e renais.

  7. Sempre que vir o pet bebendo água, elogie e faça festa. Assim, ele vai entender que beber água é uma coisa boa e que agrada o tutor. Vai querer repetir mais vezes!

  8. Fique de olho na quantidade de água que falta no bebedouro. Se achar que o pet não está bebendo água durante o dia, invista nas rações úmidas com mais água, sorvetes de ração (congele pedaços de ração úmida ou grãos de ração seca com um pouco de água para formar picolés), caldos de carne (frios e sem sal) ou frutas com alto teor de água como melancia e melão, sem as sementes, claro.

A qualidade da água é importante

Para se tirar todo proveito que a ingestão de água pode oferecer aos cães e gatos é preciso ficar atento à qualidade da água. Sim, não é qualquer água que o pet pode beber.

A água para cães e gatos deve ser sempre limpa e, de preferência, higienizada. Se você oferece água de torneira, está ótimo, desde que a água seja filtrada. Seja em filtro de barro ou de torneira, essa é a melhor e mais barata opção para se oferecer água limpa para o pet.

A água mineral pode ser uma alternativa, principalmente em viagens, mas o tutor tem que ficar atento aos níveis de cálcio e calcário. Água mineral com alto teor de cálcio e calcário aliada à predisposição genética do animal pode favorecer a criação de cálculos no trato urinário. E, ao menos que o pet já sofra com esse problema, não dá para adivinhar se ele tem ou não a predisposição genética. Portanto, é sempre melhor prevenir.

É importante estimular, em cães e gatos, a ingestão de água mesmo no verão - Foto: Divulgação

Posts Relacionados

Ver tudo
[ Charge ]_______________________________

Deixe aqui sua opinião de tema e comentários

Obrigado! Mensagem enviada.